home Blogs Eduardo Najjar
Voltar
01/07/13
Governança familiar - Comunicação e transparência
Um dos desafios do ciclo de vida da empresa familiar é a estatística mundialmente confirmada: somente 12% a 15% das empresas familiares atingem a terceira geração. O fato principal que dá causa a estatística tão perversa são os conflitos familiares não resolvidos.
 
Neste ambiente, os conflitos podem ter como causa: disputa por dinheiro, status, poder, posicionamento entre sócios, problemas na gestão da empresa ou assuntos relativos a acontecimentos e atitudes entre membros da família empresária.

Minha experiência de trabalho com empresas familiares, ao longo dos últimos 20 anos, demonstra que as empresas bem sucedidas apresentam algumas características importantes. Neste artigo, discutirei duas delas, essenciais ao sucesso: comunicação eficaz e transparência total. 

Em conjunto, comunicação eficaz e transparência total apoiam a atuação da família, na formulação e implementação de soluções que previnam e solucionem, rapidamente, os conflitos familiares. Desta forma, negócios e o patrimônio da família empresária estarão protegidos.

O que é comunicação eficaz?
Comunicação eficaz, formal ou informal, refere-se à postura individual dos membros da família empresária. Na prática, estamos falando da disponibilidade para:

- discutir aberta, direta e honestamente pontos de vista pessoais;
- expressar o que pensam e como se sentem;
- ouvir ativamente o que é dito pelos demais familiares;
- ser receptivo aos pensamentos e sentimentos de outros membros da família.

No nível formal, a comunicação pode ocorrer em reuniões de diretoria, do conselho de administração, do conselho de família.  A comunicação informal ocorre no dia-a-dia, entre pais e filhos, irmãos, primos e demais membros da família empresária.

O líder, ou principais líderes da família empresária, deve dar o exemplo, criando  mecanismos adequados para que a comunicação eficaz seja uma realidade entre os membros das diversas gerações e núcleos familiares.

Transparência na empresa familiar
Há no mundo um movimento de incentivo à total transparência nas informações que o governo, empresas e demais grupos organizados devem deixar à disposição de seus membros, das pessoas em geral. 

No tocante à empresa familiar, refiro-me à transparência:  
- Nas relações entre membros da família empresária, bem como no relacionamento profissional entre estes e os funcionários-chave (não familiares) que ocupam cargos na gestão dos negócios da família;

- Na gestão dos negócios da família, em aspectos como: operação, principais investimentos, desempenho global e resultados do negócio, informações econômico-financeiras, eventuais planos de contingência, desempenho de membros da família na gestão da empresa, entre outros assuntos. 

Faço apenas uma ressalva: nem todas as informações estratégicas do negócio devem estar à disposição de todos os membros da família. Não é razoável esperar que todos tenham pleno acesso a todas as informações. 

Um exemplo: o familiar não envolvido diretamente na gestão do negócio, obviamente, possui menos informações do que aquele que ocupa cargo na gestão na empresa, que, por sua vez, terá um menor nível de informação do que o familiar que ocupa o principal cargo na direção dos negócios.

Os responsáveis pela governança da empresa devem, por sua vez, definir instrumentos e níveis de acesso para que todos os membros da família empresária tenham acesso às informações que permitam obter um panorama do desempenho econômico, enquanto acionistas do negócio.

Transparência total ultrapassa os limites dos negócios da família. Nas famílias empresárias cujos negócios são bem sucedidos, as questões e problemas, sucessos e fracassos, desejos, expectativas e necessidades dos familiares devem ser discutidos abertamente e com franqueza. No Brasil, este é um patamar a ser conquistado. A maior parte das famílias empresárias encontra-se em estágio inicial, neste aspecto. Quando a governança da família empresária garantir as características discutidas neste artigo – comunicação eficaz e transparência total –, estará criada a receita de sucesso para os negócios e o patrimônio da família,  para as atuais e para as futuras gerações.

*Artigo Publicado na revista Diagnóstico n° 20.
Eduardo Najjar
Eduardo Najjar
Eduardo Najjar é expert brasileiro em Family Business. Consultor e palestrante associado da Empreenda, coordenador do GrandTour Family Business Internacional. É professor na ESPM e, além da Diagnóstico, é colunista do Blog do Management (Exame.com).

PUBLICIDADE

Blogs

Newsletter

Cadastre-se e receba as novidades do Diagnosticoweb em seu e-mail

agenda

facebook

© Copyright 2012, Diagnósticoweb . Todos os direitos reservados.