home multimídia Mostra fotográfica destaca a realidade dos serviços de saúde na Líbia e Somália
Voltar
FOTOS
30/06/15
Mostra fotográfica destaca a realidade dos serviços de saúde na Líbia e Somália
Créditos: Foto: André Liohn
Mogadíscio, capital da Somália, novembro de 2010. Após serem alvo de ataques, o administrador geral e o chefe de cirurgia do Hospital Medina passaram a receber escolta armada 24 horas por dia (Foto: André Liohn)
Créditos: Foto: André Liohn
Mogadíscio, capital da Somália, novembro de 2010. Paciente ferido viajou mais de 700 km para ser atendido no Hospital Medina (Foto: André Liohn)
Créditos: Foto: André Liohn
Sirte, região central da Líbia, outubro de 2011. Após a queda do governo, o hospital Ibn Sina foi alvo de ataques que destruíram a maioria das suas dependências (Foto: André Liohn)
Créditos: Foto: André Liohn
Misurata, noroeste da Líbia, abril de 2011. Na linha de frente, médico procura feridos que precisam de assistência (Foto: André Liohn)
Créditos: Foto: André Liohn
Misurata, noroeste da Líbia, abril de 2011. Omar Al Guti (ao centro, apoiado na ambulância), de 19 anos, trabalha como motorista de ambulância voluntário (Foto: André Liohn)
Créditos: Foto: André Liohn
Ras Lanuf, norte da Líbia, março de 2011. Pegos em meio a um combate, médico e motorista se protegem atrás de uma ambulância (Foto: André Liohn)
Créditos: Foto: André Liohn
Misurata, noroeste da Líbia, abril de 2011. No hospital da cidade, amigos e parentes choram a morte de uma vítima dos enfrentamentos (Foto: André Liohn)
Créditos: Foto: André Liohn
Misurata, noroeste da Líbia, março de 2011. Integrante da oposição armada chega ferido ao hospital (Foto: André Liohn)
Créditos: Foto: André Liohn
Adjdabia, leste da Líbia, abril de 2011. Médicos visitam destroços de uma clínica destruída depois de uma semana de violentos ataques. Segundo o Direito Internacional Humanitário (DIH), estabelecimentos de saúdes devem ser considerados zonas neutras e, portanto, protegidos (Foto: André Liohn)
Créditos: Foto: André Liohn
Adjdabia, leste da Líbia, abril de 2011. Integrante de equipe de socorro chora após saber da morte de quatro colegas de trabalho – um médico, duas enfermeiras e um motorista de ambulância – em um ataque aéreo (Foto: André Liohn)
Créditos: Foto: André Liohn
Ras Lanuf, norte da Líbia, março de 2011. Uma ambulância retira um combatente morto do hospital de Ras Lanuf para Bengazi, no nordeste do país (Foto: André Liohn)

PUBLICIDADE

Newsletter

Cadastre-se e receba as novidades do Diagnosticoweb em seu e-mail

agenda

facebook

© Copyright 2012, Diagnósticoweb . Todos os direitos reservados.