home notícias Carreira
Voltar Voltar
28/05/12
Cresce a disputa por executivo para atuar no setor farmacêutico
Empresas da indústria estão cada vez mais a procurar de profissionais com múltiplas habilidades
Da redação

Profissionais de outros setores estão sendo cada vez mais procurados e recrutados por companhias da indústria farmacêutica. As informações são de uma reportagem do jornal "Valor Econômico".

 

"A indústria farmacêutica continua conservadora no que diz respeito a trazer gente de outros setores, pois isso exige conhecimentos específicos em vários aspectos e a curva de aprendizado tende a ser lenta, enquanto o nível atual de competição pede que os novos contratados já cheguem jogando", disse ao "Valor" André Jacques Pasternak, vice-presidente da Fesa, consultoria especializada em recrutamento de altos executivos.

 

O setor farmacêutico tem sido influenciado, segundo a reportagem do diário, pelo aumento dos gastos da população com saúde, o que resulta no maior acesso a planos de saúde e a novos medicamentos e tratamentos.

 

De acordo com especialistas, a principal dificuldade do setor após essa expansão é encontrar profissionais que consigam unir conhecimentos específicos da área - como pesquisa clínica e controle de qualidade, por exemplo - e responsabilidades mais abrangentes, como orçamentos e gestão de pessoas.

 

"Esse cenário demanda profissionais com uma série de competências comportamentais que até então nem sempre eram exigidas pela indústria farmacêutica, como adaptabilidade a mudanças rápidas e facilidade para se relacionar", destaca Pasternak ao "Valor".

 

A fundação de novas empresas também é um dos reflexos dessa mudança no mercado. O jornal cita como exemplo a fundação do joint-venture Bionovis, laboratório formado a partir da união entre outras grandes empresas do setor (EMS, Aché, União Química e Hypermarcas).

 

Entre as estratégias das companhias para evitar a perda de colaboradores está o grande número de promoções. Outras estão buscando profissionais que tenham capacidade de transitar entre os mais diversos departamentos.

 

"Consideramos saudável que nossos colaboradores conheçam as diversas unidades do grupo e tenham uma experiência profissional diversificada. Quando alguém traz isso de fora, de um outro setor, é benéfico para todos", afirma Afonso Garcia, diretor de RH da Novartis.



PUBLICIDADE

Newsletter

Cadastre-se e receba as novidades do Diagnosticoweb em seu e-mail

agenda

facebook

© Copyright 2012, Diagnósticoweb . Todos os direitos reservados.