home notícias Carreira
Voltar Voltar
20/04/12
Estratégias para evitar estresse nas viagens de trabalho
Viagens tem se tornado cada vez mais frequentes para os executivos. Manter saúde física e mental é fundamental
Da redação

Com a crescente internacionalização das companhias, viajar a trabalho se tornou uma rotina para executivos de todo o mundo. Hotéis e aeroportos podem ser motivos de estresse, mas o especialista em administração de tempo e produtividade, Christian Barbosa, elencou algumas estratégias para manter o foco no trabalho e a saúde física e mental em dia. As informações são do portal "Época Negócios".

 

Uma dica importante é chegar com antecedência aos aeroportos, pois você fica mais tranquilo. Ao chegar atrasado para pegar o voo, tudo se torna um estresse, desde o check in ao raio-x. Até o avião já ocupado e a dificuldade para achar vaga no compartimento de malas pode ser um motivo de irritação.

 

Outra recomendação importante é a utilização de sapas VIPs. A maioria dos aeroportos possui este tipo de sala, que podem ser das empresas de cartão de crédito ou das companhias de viagem. O simples fato de ter onde sentar, ligar o micro ou ver TV, tomar um bom café e comer alguma coisa ajuda a relaxar.

 

Além disso, voar é cansativo. Tudo que você puder fazer para tornar a viagem mais tranquila ajuda. Ler, ver filme ou dormir. Só evite bebidas alcoólicas e refrigerantes que podem prejudicar o voo, recomenda Barbosa.

 

Uma das coisas mais importantes é evitar pular refeições. Principalmente nos voos de longa duração ou com fuso horário diferente, o fundamental é ter uma alimentação correta. O especialista também recomenda que o executivo planeje previamente a sua agenda. Um dos principais motivos para adiar tarefas são as viagens ou deslocamento para reuniões. Nesses dias, o melhor é fazer uma agenda “light”, ou seja, planejar o mínimo de atividades possível. Use dias de viagem apenas para checar e-mails e fazer “follow up” rápidos.

 

Por fim, as duas dicas de Barbosa são colocar um hobby na agenda e não trabalhar nos aeroportos. “Sempre que vou viajar e tenho um intervalo superior a três horas para algum evento ou reunião, coloco uma partida de tênis na agenda. Já procuro antes quadras próximas ao hotel e checo a logística. Isso me ajuda a relaxar, liberar endorfina e ter disposição para o que vier", diz.

 

Quanto ao aeroporto, Barbosa afirma que você só deve trabalhar no aeroporto se for um caso de emergência. Segundo ele, o cansaço mental não compensa o resultado.



PUBLICIDADE

Newsletter

Cadastre-se e receba as novidades do Diagnosticoweb em seu e-mail

agenda

facebook

© Copyright 2012, Diagnósticoweb . Todos os direitos reservados.