home notícias Carreira
Voltar Voltar
12/01/12
Estudo reduz tempo médio positivo de permanência em empresa
Segundo Catho Online, período de 2,3 anos pode ser considerado bom para recrutadores jovens e 4,4 anos para os mais velhos
Da redação

O estudo “Contratação, Demissão e Carreira dos Executivos Brasileiros”, produzido pela Catho Online, aponta redução do tempo mínimo de permanência dos profissionais em uma empresa considerado positivo para dois anos e três meses. Em 2009, o período aceitável era de 3,5 anos, índice que se mantinha estável desde 2005, com pequenas variações. As informações são do Portal Exame.

 

Os dados foram coletados em abril de 2011 com a participação de mais de 46 mil entrevistados. A pesquisa aponta que a percepção do tempo ideal de permanência varia de acordo com a idade do recrutador. Os mais jovens consideram bom o período de 2,3 anos, enquanto os mais velhos acreditam que o tempo mínimo aceitável é de 4,4 anos.

 

Em relação à média de permanência no mercado, cerca de 50% dos profissionais está há pelos menos dois anos em seu emprego atual e 75% acima de cinco anos. Outros 25% estão há um ano em seus postos de trabalho.



PUBLICIDADE

Newsletter

Cadastre-se e receba as novidades do Diagnosticoweb em seu e-mail

agenda

facebook

© Copyright 2012, Diagnósticoweb . Todos os direitos reservados.