home notícias Carreira
Voltar Voltar
08/11/13
Executivos da GSK devem ser acusados na China
Polícia que investigando alegações de práticas de corrupção na GlaxoSmithKline deve acusar alguns representantes chineses, e não a empresa
Da redação

Xangai - A polícia chinesa que investiga as alegações de práticas de corrupção envolvendo a farmacêutica britânica GlaxoSmithKline (GSK) deverá acusar alguns dos executivos chineses da empresa, e não a multinacional, segundo fontes jurídicas e do setor. As informações são da agência Reuters.

A acusação contra a GSK seria um resultado de muito mais grave para a empresa porque implicaria em um envolvimento corporativo mais alto e isso poderia resultar em multas pesadas, e até mesmo na interrupção das operações da empresa na China. Segundo fontes do setor, é provável que a polícia chinesa não acuse criminalmente o britânico Mark Reilly, ex-chefe das operações na China. O motivo é que, após as acusações, Reilly tem colaborado voluntariamente com as autoridades.

Em julho deste ano, a GSK foi acusada de ter repassado até 3 bilhões de iuanes (492 milhões de dólares) para agências de viagens visando facilitar subornos para médicos e autoridades para impulsionar suas vendas. O suposto suborno teria acontecido durante seis anos, a partir de 2007.

As acusações foram consideradas as mais sérias feitas contra uma multinacional na China em anos. com isso, as vendas da GSK na China, um dos mercados emergentes mais importantes para a multinacional, despencou 61% no terceiro trimestre, depois que equipes de hospitais rejeitaram visitas por equipes de vendas da empresa na esteira da investigação.



PUBLICIDADE

Newsletter

Cadastre-se e receba as novidades do Diagnosticoweb em seu e-mail

agenda

facebook

© Copyright 2012, Diagnósticoweb . Todos os direitos reservados.