home notícias Carreira
Voltar Voltar
13/06/13
GE Healthcare investirá na qualificação de profissionais
Decidida a investir US$ 75 milhões no país, empresa irá anunciar parceria com instituição de ensino visando a formação de técnicos e a criação de cursos de extensão para médicos.
Valor Econômico

O aprimoramento tecnológico de clínicas, laboratórios e hospitais brasileiros abre um novo gargalo no setor de saúde: a qualificação profissional. Pensando nisso, a GE Healthcare - divisão de produtos para a saúde da General Electric - deverá anunciar nos próximos dias uma parceria com uma instituição de ensino visando a formação de técnicos, tecnólogos, biomédicos, além da criação de cursos de extensão para médicos. Desde 2010, quando abriu uma planta em Contagem, Minas Gerais, onde desenvolve e produz os equipamentos distribuídos no mercado nacional, a empresa decidiu investir, em até cinco anos, US$ 75 milhões no país, sendo US$ 25 milhões só na área de P&D (pesquisa e desenvolvimento).

Daurio Speranzini, vice-presidente da GE Healthcare para a América Latina, explica que, embora o Brasil tenha profissionais na área da saúde, com níveis de primeiro mundo, "percebemos que há falta de mão de obra para lidar com as demandas que a saúde brasileira exige. Por isso, queremos ajudar na preparação desses profissionais para a demanda que cresce cada vez mais no setor". De olho nesse mercado, a Varian Medical Systems, empresa líder mundial no mercado de equipamentos de oncologia, anunciou em 2012 a abertura de uma fábrica em São Paulo que integrará um centro de formação profissional, produção, pesquisas e armazenagem de reposição de peças.

O gerente nacional de vendas da Varian no Brasil, Milton Munhoz, declarou que, embora haja um grande número de médicos de renome mundial no Brasil, como especialistas no uso de alta tecnologia, há também muitas áreas que estão sem profissionais capacitados. "Por isso, estamos trabalhando para tornar as tecnologias mais disponíveis e fáceis de usar".

A qualificação e a humanização no atendimento do paciente tem sido um dos focos da empresa, confirmou Daniela Kerbauy, diretora-médica do laboratório Fleury Medicina e Saúde. "Temos usado a tecnologia para tornar o pronto atendimento mais eficaz, reduzindo ao máximo a permanência do paciente no leito. Mas, o mais importante, é que o médico do diagnóstico seja mais proativo, trabalhando em parceria com o médico do paciente na avaliação dos exames", disse.

Para tanto, o laboratório lança mão da conectividade com alguns hospitais parceiros. "Jogamos o resultado dos exames numa base por onde o hospital pode acessar os resultados", afirma Daniela. Ainda em 2013, o grupo pretende investir aproximadamente R$ 300 milhões em tecnologia, construção e reforma de unidades, além da aquisição de equipamentos.

E para atender ao público mirim, o Fleury fechou parceria com a ONG americana Sesame Workshop (Vila Sésamo), dentro do projeto Vila da Saúde, com a montagem de salas com elementos do universo infantil. "Todos os profissionais são treinados para cuidar e dar mais agilidade aos procedimentos voltados para as crianças", afirma Daniela.

*As informações são do Valor Econômico.



PUBLICIDADE

Newsletter

Cadastre-se e receba as novidades do Diagnosticoweb em seu e-mail

agenda

facebook

© Copyright 2012, Diagnósticoweb . Todos os direitos reservados.