home notícias Carreira
Voltar Voltar
12/04/12
Nível de estresse aumenta entre executivos brasileiros
Líderes apontam conflitos internos e políticos, pressão para alcançar metas e volume de informação como principais problemas
Da redação

Os executivos brasileiros reportaram um aumento no nível de estresse, em 2011, maior do que o registrado em 2010. No ano passado, 19% dos líderes de empresas brasileiras reportaram aumento no estresse nos últimos doze meses. Em 2010, esse número foi de 9%, segundo dados de uma pesquisa da consultoria Grant Thornton. As informações são do jornal "Valor Econômico".

 

Ainda assim, o dado brasileiro fica bem abaixo da média mundial, de 28%, que caiu de 45% em 2010. O estudo foi feito com seis mil empresas em 40 países. No ranking dos mais estressados, o Brasil fica em 30º lugar.

 

A lista é liderada por Grécia (67%) e China (60%). Já entre os que menos registraram aumento nos níveis de estresse estão a Dinamarca (6%) e a Austrália (9%).

 

Entre as principais causas de estresse para os executivos brasileiros estão conflitos internos e políticos, aspecto citado por 26% dos entrevistados, pressão para alcançar metas (25%) e volume de informação (22%).

 

Outro dado da pesquisa mostra que 72% dos brasileiros dizem que programas de lazer dentro e fora de casa são a melhor forma de aliviar o estresse e 64% citam a prática de esportes. Já para 61% a melhor maneira é regular o ritmo do trabalho.



PUBLICIDADE

Newsletter

Cadastre-se e receba as novidades do Diagnosticoweb em seu e-mail

agenda

facebook

© Copyright 2012, Diagnósticoweb . Todos os direitos reservados.