home notícias Carreira
Voltar Voltar
05/03/15
TCU pede reavaliação de profissionais do Mais Médicos
Eles não alcançaram a pontuação mínima necessária no curso preparatório
Da Redação

O Tribunal de contas da União (TCU) pediu que o Ministério da Saúde reavalie e, se necessário, faça o desligamento de 95 profissionais do programa Mais Médicos que não alcançaram a pontuação mínima necessária no módulo de acolhimento, parte do curso preparatório dados aos profissionais antes do início das atividades de campo. Os especialistas reprovados foram recrutados em um acordo de cooperação com a Organização Pan-Americana de Saúde.

Conforme o regimento os médicos que não atingiram a nota mínima deveriam ter sido reprovados ou fazer curso de recuperação, mas em nenhuma circunstância ter autorização para iniciar o trabalho. "Isso representa um risco para a saúde da população, que está sendo atendida por médicos que não demonstram ter conhecimento suficiente para tanto", avalia o relatório do TCU.

Segundo levantamento publicado pelo jornal O Estado de São Paulo, 31,73% dos profissionais do programa Mais Médicos trabalham sem supervisão. O acórdão do TCU pede que o Ministério da Saúde verifique a compatibilidade da carga horária dos supervisores, a compatibilidade e o acúmulo de funções no Programa. O Tribunal fixou o prazo de 60 dias para que o MS crie mecanismos para que os tutores passem a se dedicar à orientação acadêmica dos profissionais.

Procurada pelo O Estado de São Paulo, o Ministério da Saúde não se manifestou sobre a determinação do TCU. O órgão garante que 94% da população avalia os serviços do programa como satisfatório.



PUBLICIDADE

Newsletter

Cadastre-se e receba as novidades do Diagnosticoweb em seu e-mail

agenda

facebook

© Copyright 2012, Diagnósticoweb . Todos os direitos reservados.