home notícias Carreira
Voltar Voltar
26/01/12
Trabalho: mulheres e jovens são mais propensos à depressão
Estudo mostra que funcionários que gastam mais de 11 horas no trabalho também têm grandes chances de desenvolver doença
Da redação

Um estudo publicado pela Universidade de Londres mostra que funcionários que gastam mais de 11 horas no trabalho têm grandes chances de desenvolver depressão. Embora os homens ganhem mais e trabalhem mais horas, as mulheres e os jovens estão mais susceptíveis à doença como consequência de longas jornadas. As informações são do Portal Época Negócios.

 

O resultado se aplica mais às mulheres, pois elas têm outras responsabilidades fora do trabalho, como cuidar dos filhos e da casa. Já os jovens também são alvos maiores da depressão por conta do começo de carreira e a preocupação em se sobressair, ao mesmo tempo em que precisam lidar com as expectativas da família e as demandas financeiras.

 

Os pesquisadores britânicos recrutaram mais de duas mil pessoas com faixa etária entre 35 e 55 anos, em diversas funções, salários e horas trabalhadas. Depois de uma análise de seis anos, os estudiosos descobriram uma “forte associação” entre as longas jornadas de trabalho e a depressão – mesmo considerando outros fatores como um estilo de vida não saudável e relacionamento amoroso.

 

“Pessoas que trabalham muitas horas podem ser menos eficientes”, afirmou o professor co-autor do estudo Stephen Stansfeld, da Universidade de Londres, ao jornal britânico “Daily Mail”. O resultado da pesquisa é preocupante para o Brasil, já que mais da metade dos profissionais trabalham além das oito horas por dia e mais de 40% levam trabalho para concluir em casa regularmente, de acordo com levantamento feito pela multinacional inglesa Regus.



PUBLICIDADE

Newsletter

Cadastre-se e receba as novidades do Diagnosticoweb em seu e-mail

agenda

facebook

© Copyright 2012, Diagnósticoweb . Todos os direitos reservados.