home notícias Gestão
Voltar Voltar
09/09/13
A memória do hospital e seu papel na cura
O historiador americano John N. Vogel revela como a experiência de manter viva a memória de uma instituição pode confortar e reanimar os pacientes
John n. Vogel*


O historiador americano John N. Vogel: a história de um hospital pode ser usada como parte relevante da experiência de cura 

O museu no Northwestern Memorial Hospital, em Chicago, é impressionante. Ele fornece aos seus visitantes um olhar na história da unidade, assim como nos proeminentes médicos que clinicaram lá e nas instituições que a precederam. A oportunidade de experimentar parte da história do hospital é importante, porque essa história é a fundação sobre a qual a identidade do hospital está construída hoje. Dessa forma, essa história pode ser usada para atrair, confortar e reanimar os pacientes, assim como educar e reter o seu staff.

Muitos hospitais têm explorado a sua história ao longo dos anos. Esses esforços têm levado, na maioria das vezes, à publicação de livros que contam o passado da instituição. A Presença da Assistência Médica do Hospital Saint Luke de Kansas City (The Presence of Care: the History of Saint Luke’s Hospital of Kansas City), de Edward T. Matheny e Frederic J. Horn, é um bom exemplo. Mesmo que as histórias contadas em trabalhos como esses sejam valiosas, eles tipicamente focam em questões administrativas. Eles não abraçam uma abordagem que inclua a história dos prédios, as pessoas e as atividades médicas do passado. Mas deveriam. Principalmente porque é nesses componentes que uma abordagem mais inclusiva – uma experiência mais transcendente – envolvendo a assistência médica em um hospital em particular pode ser encontrada.

Nossa empresa, a Heritage Research Ltda, trabalhou de perto, muitos anos atrás, com o Froedtert Memorial Lutheran Hospital (renomado hospital de Milwaukee, EUA) em um projeto desses. A instituição, que fica na Região dos Grandes Lagos, adquiriu e estava incorporando ao seu campus o antigo prédio do hospital geral do condado – também em Milwaukee –, construído no final da década de 1920. Ao nos procurar, o vice-presidente da Froedtert&Communty Health – que controla o hospital –, John Blazer, e a administração da unidade  nos relataram a importância e o papel significativo que o hospital geral desempenhou na prestação de assistência médica aos residentes da região de Milwaukee ao longo dos anos e o desejo de perpetuar essa história.

Assim, nos empenhamos para documentar e contar o legado do proeminente prédio do hospital geral antes que ele fosse demolido. O Froedtert já vinha, ao longo dos anos, preservando uma variedade de artefatos arquitetônicos do velho edifício. Eles estão agora pendurados em uma parede do corredor primário entre as clínicas dos setores leste e oeste do hospital, próximo aos escritórios corporativos. Todos são interpretados através de legendas e fotografias elaboradas pela nossa empresa. Essa é uma passagem de alta visibilidade, e a exibição dos artefatos do hospital geral atrai a atenção de muitos transeuntes. Blazer nos explicou que a apresentação não visava à memorização do edifício, mas à construção de uma forte tradição em assistência médica. Assim, o nosso foco passou para os eventos históricos, mais do que a arquitetura em si. Em outras palavras, precisávamos responder a uma questão: como poderíamos, através do resgate de artefatos do prédio, ajudar a retratar para as futuras gerações a nossa cultura, o legado e a tradição em assistência médica que foram criados naqueles edifícios que logo seriam demolidos?

Foi observado recentemente que a exposição está no lugar há mais de oito anos e que tem sido extremamente exitosa. “Não se passa uma semana sem que eu observe funcionários, pacientes e visitantes admirando, tocando e conversando sobre os artefatos que foram preservados”, nos revelou Blazer, em uma conversa recente. Exemplos dos artefatos preservados incluem invólucros de latão e o relógio que embelezam a moldura da porta na entrada principal do hospital, assim como a parte inferior do balaústre da escada principal que dá passagem do primeiro para o segundo andar. Colunas que uma vez emolduraram as janelas do histórico lobby ajudam agora a definir as janelas associadas ao lobby do Froedtert.

*John N. Vogel é PhD e sócio da Heritage Research Consultores Históricos e Ambientais Ltda, sediada em Menomonee Falls, Wisconsin (EUA).

>>Leia o artigo completo na edição 21 da Revista Diagnóstico



PUBLICIDADE

Mais lidas


    Warning: mysql_num_rows() expects parameter 1 to be resource, boolean given in /home/diagnosticoweb/www/noticia-interna.php on line 309

    Warning: mysql_free_result() expects parameter 1 to be resource, boolean given in /home/diagnosticoweb/www/noticia-interna.php on line 322

Newsletter

Cadastre-se e receba as novidades do Diagnosticoweb em seu e-mail

agenda

facebook

© Copyright 2012, Diagnósticoweb . Todos os direitos reservados.