home notícias Gestão
Voltar Voltar
18/11/11
Amil: “Gestão integrada impressiona membros de Harvard”
Modelo de gestão de saúde da maior empresa de medicina de grupo do Brasil é objeto de estudo de caso da Harvard Business School
Adalton dos Anjos

A Amil, operadora de plano de saúde, foi a primeira empresa de saúde na América do Sul a ser case de estudo de pesquisadores da Universidade de Harvard no último mês de agosto. O resultado da pesquisa, idealizada pela professora decana da instituição, Regina Herzlinger, foi publicado na Harvard Business School, revista de negócios da universidade. Paulo Marcos Senra Souza, um dos fundadores da companhia, avalia a publicação do artigo como bastante enriquecedora. “Estamos eternizando uma parte da história da Amil na biblioteca de Harvard, que está à disposição de qualquer escola de negócios de saúde no mundo”, afirma. O executivo, junto com mais outros dois do grupo - Dulce Bueno, médica vice-presidente do conselho, e Sergio Ricardo, médico diretor – foram convidados para assistirem a aula inaugural na Universidade de Harvard, nos EUA, em setembro, que debateu o modelo de gestão da Amil.

 

Portal Diagnósticoweb – Qual foi a característica do modelo de gestão da Amil que mais chamou a atenção dos especialistas da Harvard Business School?

Paulo Souza – A atuação integrada. Nos Estados Unidos, o trabalho é muito retalhado e nós conseguimos integrar o hospital, serviços de diagnóstico, médicos, clientes, focos de pacientes crônicos e novos beneficiários. A professora Regina Herzlinger, uma das maiores especialistas em administração e financiamento da assistência médica, chamou a atenção de que nós colocamos o paciente no centro de valor, exatamente o que ela propõe nos últimos livros que escreveu. Ela também se impressionou bastante com o volume de informações captadas e gerenciadas através dos programas que fazem parte do modelo integrado da Amil.

 

Diagnósticoweb – Quais as principais diretrizes do modelo integrado da Amil?

Souza – A Gestão de Saúde Amil é um sistema inovador com o objetivo de evitar a ocorrência de problemas de saúde. Desta forma, utiliza todos os recursos possíveis para prevenir as doenças, identificando e classificando os clientes de forma clara e precisa, conforme as suas necessidades médicas atuais e com a probabilidade de riscos médicos futuros. Desenvolvemos dois tipos de programas. Com o Programa Amil de Qualidade de Vida (PAQV), temos um questionário na internet em que o beneficiário pode se autoconhecer. Assim, identificamos pessoas com doenças invisíveis como o diabetes, ou até mesmo com estresse e pressão alta. Evitamos doenças sérias no futuro fazendo esse acompanhamento. Já com o GPAR (Gestão de Pacientes de Alto Risco), fazemos uma investigação de forma próxima e até obsessiva, para que a situação não se agrave ou leve ele a uma situação de terapia intensiva. Há também um Sistema de Informação Integrada, em que usamos a tecnologia da informação e todo um trabalho de integração entre as equipes para a troca de informações, visando que o paciente esteja cada vez melhor assistido.

 

Diagnósticoweb – Como foi a participação dos executivos da Amil na elaboração do case de estudo?

Souza – A professora Regina Herzlinger veio ao Brasil fazer uma conferência e nós apresentamos a ela o que a Amil estava fazendo. Ela se interessou e disse que mandaria alunos de Harvard vir fazer as entrevistas para compor o texto. Nós não tivemos influências no artigo. Agora o case está disponível no portal da Harvard Business School. Para ter acesso é preciso acessá-lo e pagar cerca de US$ 6 para fazer o download.

 

Diagnósticoweb – Como foi a aula inaugural?

Souza – Não é uma aula normal como em qualquer faculdade. Professores e alunos discutem casos de diversas empresas, em vários ramos de atuação. Não há uma solução, porque os processos ainda estão em andamento, são dilemas que as empresas em geral têm. No final do debate sobre nosso case, depois que os alunos já tinham refletido sobre o que estava sendo feito de certo e errado pela Amil, a professora Regina abriu espaço para que a Dulce esclarecesse algumas dúvidas.

 

Diagnósticoweb – Quais foram as principais intervenções dos alunos?

Souza – Foi um momento muito interessante porque os alunos pontuaram questões que nós não tínhamos pensado. Um deles disse: “A Amil está muito bem, tem bons resultados, satisfazendo os clientes a custos controlados. Vocês não se preocupam de o Governo encampar a Amil e usá-la como modelo para atender toda a população?”. É uma visão de um estudante de Harvard sobre a América Latina, que olha para cá e vê o governo controlar empresas como o Banco do Brasil, a Petrobras, entre outras e acredita que o estado é muito intervencionista, como em outros países latino-americanos. Outro ponto bastante questionado por eles foi o fato de a Amil conseguir ter resultados médicos com a mesma qualidade da oferecida nos Estados Unidos, entretanto com custos dez vezes menor.

 

Diagnósticoweb – Qual a importância para a Amil da visita de vocês a aula inaugural e a publicação do artigo?

Souza – Quanto à publicação, estamos eternizando uma parte da história da Amil na biblioteca de Harvard, que está à disposição de qualquer escola de negócios de saúde no mundo ou para os interessados.  Já sobre a visita, ser recebido em Harvard é uma honra para qualquer empresa. Poder debater com os mestrandos do MBA é uma oportunidade enriquecedora e por fim, ter o caso da Amil, a disposição para debates, demonstra que a empresa se esforça e produz resultados que devem ser seguidos e melhorados por instituições de saúde de todo o mundo.

 

>> Leia também: Regina Herzlinger defende o consumer-driven health care



PUBLICIDADE

Mais lidas


    Warning: mysql_num_rows() expects parameter 1 to be resource, boolean given in /home/diagnosticoweb/www/noticia-interna.php on line 309

    Warning: mysql_free_result() expects parameter 1 to be resource, boolean given in /home/diagnosticoweb/www/noticia-interna.php on line 322

Newsletter

Cadastre-se e receba as novidades do Diagnosticoweb em seu e-mail

agenda

facebook

© Copyright 2012, Diagnósticoweb . Todos os direitos reservados.