home notícias Gestão
Voltar Voltar
10/11/14
Após aquisições, Fleury volta o foco para a alta renda
Empresa de medicina diagnóstica está reposicionando os laboratórios da bandeira a+ e abrirá novas unidades das três marcas premium do grupo
Valor Econômico

Após a aquisição de aproximadamente 30 laboratórios voltados para a classe média, a empresa de medicina diagnóstica Fleury está reposicionando os laboratórios da bandeira a+. A marca, considerada mais popular e que reúne empresas compradas nos últimos anos, deverá agora atender a um público de renda média alta. Além disso, as unidades que serão abertas nos próximos anos serão das três marcas premium do grupo: Fleury (São Paulo), Felippe Mattoso (Rio de Janeiro), e Weinmann (região Sul). As informações são do Valor Econômico. 

Nos últimos três anos, o Fleury fechou cerca de 50 unidades da marca a+, principalmente no Rio de Janeiro, onde há quatro anos o Grupo investiu mais de R$ 1 bilhão, ao comprar a rede Labs, do grupo D'Or. Já nas marcas premium, o movimento foi o oposto. Atualmente, a prioridade do Fleury é aumentar a rentabilidade. E o segmento premium é o que, tradicionalmente, dá mais dinheiro à empresa. Enquanto estava focada no segmento popular, nos últimos anos surgiram concorrentes de peso, como os hospitais Albert Einstein e Sírio-Libanês, que roubaram uma fatia do mercado de medicina diagnóstica do Fleury.

Para retomar sua posição, o Fleury investe fortemente em pesquisa e inovação como, por exemplo, em sequenciamento de genoma, testes genéticos e personalizados, e estudos oncológicos. Além diso, o Grupo acaba de fechar um financiamento de R$ 155 milhões com Finep para pesquisa e desenvolvimento (P&D), para o período de 2014 a 2016. No ciclo anterior (2012/2013), o investimento em P&D ficou em R$ 11,9 milhões e entre 2009 e 2011, o financiamento do Finep foi de R$ 7,1 milhões.

Segundo Carlos Marinelli, presidente do Fleury, para conseguir um porte relevante e presença nacional, o Grupo investiu em várias aquisições, abriu o capital e passou por momentos distintos. "Hoje, buscamos rentabilidade sem deixar de lado a nossa qualidade e o reconhecimento médico", disse. Para os próximos dois anos, o Fleury investirá R$ 100 milhões para abrir três novas unidades em São Paulo. Além disso estão previstos novos laboratórios de Felippe Mattoso e Weinmann.

Na região metropolitana de São Paulo, o grupo Fleury detém uma fatia de 25% do mercado de medicina diagnóstica, que movimenta cerca de R$ 4,5 bilhões. De acordo com a empresa, a categoria premium tem potencial para movimentar R$ 2,2 bilhões e o segmento para consumidores de renda média alta, R$ 900 milhões. 

Para João Patah, diretor de relações com investidores do Fleury, o potencial de expansão existe devido à abertura de novas unidades ou mudança de planos de saúde. Ele cita como exemplo a abertura de uma unidade Fleury na avenida Braz Leme, zona norte de São Paulo, que teve só no primeiro mês uma demanda de 40% acima do esperado.

No Rio de Janeiro, o mercado de medicina diagnóstica é avaliado em R$ 1,8 bilhão, e o Fleury detém uma fatia de 20%. Para a companhia, há possibilidades de a categoria mais elevada movimentar R$ 360 milhões e o segmento imediatamente abaixo, R$ 720 milhões. O Fleury é dono de 9% do mercado de medicina diagnóstica em Porto Alegre, que movimenta R$ 600 milhões, por ano. Já em Curitiba, são R$ 500 milhões, com fatia de 3% para o Fleury.

As informações são do Valor Econômico.



PUBLICIDADE

Mais lidas


    Warning: mysql_num_rows() expects parameter 1 to be resource, boolean given in /home/diagnosticoweb/www/noticia-interna.php on line 309

    Warning: mysql_free_result() expects parameter 1 to be resource, boolean given in /home/diagnosticoweb/www/noticia-interna.php on line 322

Newsletter

Cadastre-se e receba as novidades do Diagnosticoweb em seu e-mail

agenda

facebook

© Copyright 2012, Diagnósticoweb . Todos os direitos reservados.