home notícias Gestão
Voltar Voltar
12/12/13
CareCredit: Cartão de crédito médico confunde pacientes nos EUA
GE Capital Retail Bank deverá reembolsar mais de um milhão de pacientes que foram vítimas de táticas enganosas na inscrição do cartão
Da redação

Serviços de saúde norte-americanos têm oferecido aos consumidores uma modalidade de pagamento problemática e que podem ter custos altíssimos para os pacientes, além de colocá-los em situação de dívida, segundo pesquisa da agência reguladora Consumer Financial Protection Bureau (CFPB). As informações são do NY Times.

Na última terça-feira (10), a CFPB anunciou que iria determinar à GE Capital Retail Bank e à sua unidade de cartão de crédito médico, o CareCredit, reembolsar até US$ 34.100 para pagar os clientes que foram vítimas de "táticas enganosas" na inscrição do cartão nos últimos anos. Mais de um milhão de pacientes acumularam despesas erroneamente deverão ser ressarcidos.

Richard Cordray, diretor do CFPB, informou que a agência recebeu centenas de queixas sobre o CareCredit e descobriu que muitos pacientes se confundiram: eles achavam que contratariam um plano de pagamento sem juros. Mas, na verdade, pediram um cartão de crédito a juros diferidos, com um período promocional sem juros de até dois anos. 

Segundo Cordray, os juros acumulados durante a promoção têm uma taxa anual de 26,99 % -- muito maior do que um típico cartão de crédito bancário. Se o saldo não é pago até o final do período promocional, o paciente se torna responsável pelos juros, resultando em "um empréstimo muito caro", disse Cordray.

Outros cartões de crédito similares estão disponíveis aos consumidores, mas o CareCredit é um dos maiores com atuação no setor de saúde, segundo informações do departamento. Ele é oferecido em cerca de 175 mil consultórios médicos, dentistas e consultórios veterinários de todo o país. Há cerca de quatro milhões de portadores de cartões CareCredit ativos. De acordo com Cordray, muitos pacientes não receberam cópias do contrato de crédito. Ele contou ainda que os pacientes receberam explicações de funcionários aparentemente com pouco treinamento.

Cordray disse ainda que o CFPB descobriu que CareCredit está envolvido em "práticas de consumo prejudiciais", desde janeiro de 2009. A agência também ordenou que a GE Capital Retail Bank fizesse um trabalho de divulgação do CareCredit com os clientes para que não haja dúvidas com relação ao produto. A empresa também deverá notificar os clientes quando o período promocional terminar.

Dori Abel, porta-voz da GE Capital, disse que a empresa está trabalhando em cooperação com a agência e se comprometeu a fornecer mais informações sobre o cartão tanto para os prestadores de serviços médicos quanto para os consumidores. 

Clique aqui e leia a matéria completa (em inglês).



PUBLICIDADE

Mais lidas


    Warning: mysql_num_rows() expects parameter 1 to be resource, boolean given in /home/diagnosticoweb/www/noticia-interna.php on line 309

    Warning: mysql_free_result() expects parameter 1 to be resource, boolean given in /home/diagnosticoweb/www/noticia-interna.php on line 322

Newsletter

Cadastre-se e receba as novidades do Diagnosticoweb em seu e-mail

agenda

facebook

© Copyright 2012, Diagnósticoweb . Todos os direitos reservados.