home notícias Gestão
Voltar Voltar
18/09/14
CFM divulga novas regras para atendimento em urgências e emergências
Em nota, Conselho enfatizou que novas resoluções estabelecem melhorias à assistência oferecida beneficiando, sobretudo, os pacientes
Dea Barbosa, do P&P Saúde Suplementar

O Conselho Federal de Medicina (CFM) apresentou, nesta terça-feira (16), duas novas resoluções com conteúdos que, segundo a entidade, vão desafogar e qualificar o atendimento nos prontos-socorros e serviços de urgência e de emergência do país. 

Em nota, o CFM enfatizou que as Resoluções 2077 e 2079, publicadas no Diário Oficial da União, estabelecem fluxos, limites, obrigações e responsabilidade de médicos e, especialmente gestores, que, se cumpridas, trarão melhorias à assistência oferecida nestes setores, beneficiando, sobretudo, pacientes e familiares. 

“A crise do atendimento no Serviço Hospitalar de Urgência e Emergência no Brasil talvez seja o lado mais perverso do caos que assola a saúde pública. Na cadeia de atenção à saúde é o segmento mais exposto e visível para a população e a precariedade de seu atendimento, agravada por tratar de casos graves que exigem cuidados imediatos, faz com que seus problemas causem choque e indignação”, disse o conselheiro do CFM, Mauro Luiz de Britto Ribeiro, relator das duas normas que entraram em vigor na data de sua publicação. 

A Resolução CFM nº 2.077/14 normatiza o funcionamento dos Serviços Hospitalares de Urgência e Emergência, bem como dimensiona a equipe médica desses locais e seu fluxo de trabalho.  Um dos destaques da regra é o limite ao tempo de permanência dos pacientes nesses locais em até 24 horas. Após esse prazo, a pessoa que recebe assistência deverá ter alta, ser internado ou transferido. 

As Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) também ganham atenção especial, com orientações sobre o fluxo de trabalho para o atendimento de pacientes graves ou em situação de crise, trata do funcionamento dos sistemas de classificação de risco e obriga os médicos a acompanharem mais intensamente a evolução dos pacientes graves dentro da rede pública. A  íntegra das resoluções CFM 2.077 e  CFM 2.079  estão disponíveis no portal da entidade. (Fonte:CFM)



PUBLICIDADE

Mais lidas


    Warning: mysql_num_rows() expects parameter 1 to be resource, boolean given in /home/diagnosticoweb/www/noticia-interna.php on line 309

    Warning: mysql_free_result() expects parameter 1 to be resource, boolean given in /home/diagnosticoweb/www/noticia-interna.php on line 322

Newsletter

Cadastre-se e receba as novidades do Diagnosticoweb em seu e-mail

agenda

facebook

© Copyright 2012, Diagnósticoweb . Todos os direitos reservados.