home notícias Gestão
Voltar Voltar
27/11/15
Conheça 17 instituições para ajudar a melhorar a performance de sua organização
Alguns dos hospitais mais conceituados do mundo costumam abrir suas portas para a visitação de médicos e gestores interessados em fazer benchmarking
Filipe Sousa


Anfiteatro da Cleveland Clinic, em Ohio (EUA): instituição americana é considerada a maior referência mundial em benchmarking na área de saúde (Foto: Divulgação)

Em um mundo cada vez mais globalizado, fazer benchmarking é a alternativa mais usual para alinhar operações do mundo inteiro com o que existe de mais moderno em gestão e assistência, seja em uma indústria, na sorveteria da esquina ou no imenso mercado de healthcare dos cinco continentes. Mas como reunir, de forma didática e resumida, oportunidades de experiências nos principais serviços de saúde mundo afora? A Diagnóstico assumiu esse desafio. Entramos em contato com mais de 150 instituições de diferentes países, das quais 17 se dispuseram a abrir suas práticas nas áreas médica, administrativa e de apoio – algumas têm até programas específicos para isso.

Entre elas, há quem receba visitantes durante todo o ano e quem tenha apenas uma janela predeterminada ou que deve ser agendada para isso. Na maioria dos casos, porém, não é fácil praticar o benchmarking competitivo, ou seja, comparar-se a empresas que atuam no mesmo setor. De Singapura, um grande hospital da capital foi enfático como nossa equipe: “Não podemos discutir nossas práticas comerciais e operacionais”. 

Dados financeiros, por exemplo, são geralmente considerados segredo de Estado. “Já participei de uma série de iniciativas de troca de informações entre hospitais, todas frustradas, porque um não confia no outro”, admite Carlos Buchpiguel, superintendente médico do HCor, de São Paulo. “Todos fazem questão de falar em alto e bom som como fazem para tratar uma doença, como estruturam suas unidades, mas, quando o assunto é preço, cobertura e requisitos de atendimento, um fica enganando o outro.” 
Mas há sempre exceções, como o próprio HCor, que aceitou colaborar com o levantamento. Além dele, hospitais de ponta dos Estados Unidos, da Europa e da América Latina – incluindo brasileiros como o Hospital Israelita Albert Einstein e o Hospital Sírio-Libanês falaram a Diagnóstico.

Cleveland Clinic

Presença constante no topo do ranking mundial de hospitais da U.S. News & World report, a Cleveland Clinic é a maior referência para médicos e executivos de todos os países. Embora exista um conjunto de programas desenhados para visitantes da área clínica e de gestão, não há necessidade de se candidatar a um programa formal. Basta um convite da Cleveland por intermédio de um médico ou executivo.

Além das visitas, que são gratuitas – viagem, alojamento e alimentação são pagos pelo visitante – e da oferta de publicações gratuitas, a Cleveland organiza uma variedade de cursos, com os mais diversos enfoques das áreas administrativas e científicas. Os programas de menor duração incluem gastos com hospedagem, que são arcados pela instituição, com sede em Ohio. Somente o programa “International Emerging Leader Fellowship” – por sua longa duração – inclui os encargos com alojamento sob a responsabilidade da Cleveland. Confira, abaixo, quais são os cursos oferecidos pela instituição.

Samson Global Leadership Academy (SGLA)
Reúne executivos da Cleveland Clinic em mesas-redondas, que, por duas semanas, mostram modelos e estratégias implementados na instituição. No final do programa, existe um projeto de desenvolvimento de um plano de liderança de três anos. O custo é de US$ 15 mil (material, hospedagem, refeições e participação em eventos estão inclusos). A próxima edição será entre 1º e 13 de novembro. Quem conclui o curso ganha 72.5 créditos AMA PRA Categoria 1.

Patient Experience Leaders Forum 
Programa intensivo de três dias, com foco na área de experiência do paciente. Segue o livro “Service Fanatics: How to Build Superior Patient Experience the Cleveland Clinic Way”, que aborda as estratégias usadas pela Cleveland Clinic.
Seu custo é US$ 4 mil, o que inclui despesas com material, tecnologia, alojamento em hotel, eventos sociais, refeições e deslocamento. Em 2015, será realizado entre os dias 3 e 5 de novembro.

International Emerging Leader Fellowship (IELF)
Programa de dois meses para quem quer adquirir conhecimento nas áreas de finanças, experiência do paciente, recursos humanos, clínica domiciliar centrada no paciente, enfermagem, tecnologia da informação e operações médicas. O valor é de US$ 50 mil, o que inclui material, tecnologia, eventos sociais e o programa Executive Visitors, de três dias. Para participar, é necessário ter visto. A mais recente edição foi iniciada em 14 de setembro e prossegue até 6 de novembro.

International Preceptorship Program
Especialmente desenvolvido para médicos, o programa tem uma vertente clínica e outra administrativa. Os participantes podem observar procedimentos clínicos e cirúrgicos e acompanhar funções administrativas, examinando as melhores práticas da Cleveland Clinic. Pode durar entre uma semana e um mês, de acordo com a disponibilidade dos interessados – o preço varia de US$ 2 mil a US$ 10 mil.

Global Clinical Observer Program (GCOP) e International Physician Observer Program (Ipop)
São dois programas destinados somente a médicos, pois focam na área médica. O GCOP é para estrangeiros graduados em medicina que pretendam se candidatar a residência ou fellowship nos Estados Unidos, e custa US$ 1 mil. Já o Ipop é uma experiência mais informal de observação, que permite assistir a procedimentos clínicos e cirúrgicos, acompanhar rondas e participar deconferências. 
O programa acolhe médicos e especialistas com experiência profissional, estrangeiros realizando programas de residência ou de fellowship em instituições fora dos EUA, além de estudantes de medicina matriculados em instituições internacionais. A Cleveland Clinic cobra apenas a taxa de inscrição, no valor de US$ 200.

***

Baptist Health South Florida

No estado norte-americano da Flórida, encontramos uma instituição reconhecida por seu padrão de ética, sustentabilidade, inovação e satisfação do paciente – e por ser um bom local para trabalhar. O Baptist Health tem oito unidades, que recebem mais de um milhão de pessoas por ano, das quais 12 mil vêm da América Latina e do Caribe. O hospital acolhe estudantes, médicos e administradores de todo o mundo para partilhar conhecimentos e práticas. No programa Shadowing & Observational Rotation, abre oportunidade para os visitantes internacionais terem uma perspectiva de como funciona o sistema médico dos Estados Unidos, de acordo com os parâmetros do Baptist Health. “Os observadores participam, com seus colegas norte-americanos, do dia a dia de um centro médico de reputação internacional pela coordenação interdisciplinar entre educação, diagnóstico e tratamento”, descreve Sahyli Hartney, do departamento de marketing e comunicação internacional da instituição.

O programa internacional foi criado há pouco mais de três anos. Quem quiser participar deve obedecer aos critérios do regulamento: ter ao menos 16 anos, ser apoiado por um médico detentor de licença e com privilégios clínicos na instalação em que o programa ocorra e ficar lá por um período de observação de, no máximo, seis semanas. Os médicos também precisam apresentar cartas de recomendação atestando boa reputação – profissionais de outra área têm de contratar uma verificação de antecedentes realizada por uma entidade indicada pelo Baptist Health. A maioria dos visitantes procura as especialidades cirúrgicas, mas o programa inclui módulos como rondas médicas, procedimentos em sala de operações e melhores práticas de administração em saúde. 

O que oferece: o hospital tem um programa de observação para médicos e não-médicos com duração de até seis semanas, disponível o ano inteiro. Os observadores devem arcar com despesas de alojamento e alimentação.

***

Carolinas Healthcare System
 
É uma rede com 40 hospitais nos estados de Carolina do Norte e Carolina do Sul – que, juntos, têm uma população estimada de 15 milhões de habitantes. Com orçamento anual de US$ 8 bilhões, é respeitado por ser inovador no atendimento ao paciente, na área oncológica e na pediátrica. Essas distinções levaram à criação do International Medical Outreach Program (Imop), realizado em parceria com a Heineman Foundation, sediada na cidade de Charlotte (Carolina do Norte). 

O Imop foi concebido pela Heineman Foundation na década de 1960, e atualmente vem registrando aumento de visitantes. Para se candidatar ao programa, é necessário enviar um e-mail. Depois, os profissionais são avaliados para saber se cumprem os requisitos para a visita pretendida e para definir sua duração, que pode ser de duas a 12 semanas. Segundo Deborah Neffa Creech, do departamento de comunicação, não há limite predefinido do tempo que se pode passar nas instalações, pois a missão do programa é melhorar os cuidados de saúde em países com recursos limitados. 

No caso de profissionais que trabalham em instalações precárias, servindo populações de baixa renda, o programa garante apoio financeiro. O que é comum a todos é a oferta de uma guest house, edifício para alojar os visitantes de acordo com a ordem de chegada e, quando necessário, a organização ajuda a encontrar outro alojamento.

O público que mais se interessa pelo Imop é o pessoal clínico, cujo principal interesse recai sobre a área de cuidados cardíacos (diagnóstico e tratamento de doenças do coração, cardiologia e cirurgia cardíaca), ortopedia e emergência (traumatologia). Os visitantes vêm de diferentes países, especialmente da América do Sul e Central (Guatemala, Belize, Chile) e de Dar es Salaam, na Tanzânia. Deborah aponta orgulhosamente o papel da instituição e do programa no desenvolvimento do Guatemalan Heart Institute (Unicar), que replicou com sucesso o conhecimento adquirido nas visitas aos Estados Unidos.

O que oferece: um programa gratuito de duas a 12 semanas, no qual visitantes internacionais aprendem com especialistas clínicos, usando equipamento de ponta. O hospital oferece alojamento.

*Leia a reportagem completa na edição 30 da revista Diagnóstico.



PUBLICIDADE

Newsletter

Cadastre-se e receba as novidades do Diagnosticoweb em seu e-mail

agenda

facebook

© Copyright 2012, Diagnósticoweb . Todos os direitos reservados.