home notícias Gestão
Voltar Voltar
12/11/15
Em crise, Unimed Paulistana promoveu safári à África do Sul
Antigos diretores da empresa também promoveram festas, passeios e jantares luxuosos. Para Paulo José Leme de Barros, ex-presidente da operadora, eventos eram estratégias para aumentar as vendas
Da redação

Em agosto de 2014, já em meio a uma crise financeira, a antiga diretoria da Unimed Paulistana levou cerca de 150 pessoas, entre corretores, executivos e membros da diretoria para um safári na África do Sul. Além disso, a empresa promoveu passeios turísticos com hospedagens em hotéis cinco estrelas, festas, jantares de gala e camarotes exclusivos em casas de shows de São Paulo, com tudo pago pela operadora. As informações são da CBN.

Na ocasião da viagem à África do Sul, membros da operadora, como corretores que conquistaram boas metas nas vendas dos planos de saúde da operadora, inclusive parentes, ficaram hospedados em alguns dos melhores hotéis da Cidade do cabo, com pacotes que chegam a R$ 15,7 mil por pessoa. Além das viagens, a empresa também promoveu festas e jantares em restaurantes de luxo de São Paulo De acordo com a reportagem da CBN, pessoas ligadas à Unimed disseram que os eventos eram frequentes.

O médico Paulo José Leme de Barros, presidente da Unimed Paulistana entre 2009 e início deste ano, participou da excursão à África do Sul e defende que os prêmios eram uma estratégia para aumentar as vendas. Ele reforça que, na empresa, todos sabiam que as promoções aconteciam.

Em setembro, a Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) impediu a Unimed Paulistana de continuar operando devido aos problemas financeiros. Desde 2009, funcionários da ANS avaliaram os planos de recuperação financeira e apontaram falhas contábeis nos balanços de gestão.



PUBLICIDADE

Newsletter

Cadastre-se e receba as novidades do Diagnosticoweb em seu e-mail

agenda

facebook

© Copyright 2012, Diagnósticoweb . Todos os direitos reservados.