home notícias Gestão
Voltar Voltar
04/01/13
Gestores avaliam adoção de novo modelo de remuneração em hospitais
Medida anunciada pela ANS em dezembro de 2012 altera o formato de fee-for-service para um modelo mais ágil e menos burocrático
Da Redação

Em dezembro a Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) anunciou a adoção de novos modelos de remuneração para os atendimentos realizados aos usuários de planos de saúde. O documento foi resultado de discussões envolvendo representantes dos hospitais, como a Conferedação nacional de Saúde (CNS), a agência reguladora e operadoras de planos de saúde. 

A medida visa mudar o atual modelo de remuneração, conhecido como "conta aberta por unidade de serviço" (fee-for-service), para um formato com menor peso administrativo. O objetivo é diminuir os trâmites burocráticos, fazer com que os prestadiores de serviços ofereçam produtos completos aos planos de saúde e, assim, melhorar o atendimento ao paciente. 

De acordo com Ricardo Minotto, diretor financeiro do Hospital Sâo Lucas (HSL), em Porto Alegre, a proposta da ANS é válida porque vai diminuir a burocracia e melhorar o atendimento ao paciente. O novo modelo, segundo o gestor, irá simplificar o processo administrativo, o registro e a apresentação da conta hospitalar. "Isso faz com que a equipe assistencial se dedique a atender o paciente que deverá ser a prioridade dos profissionais", disse. 

Através do novo modelo, as unidades deverão trabalhar com previsibilidade de eventos hospitalares e simplificar o processo com modelos globalizados e não mais individuais, como acontecia no fee-for-service. E os atendimentos eletivos, que possuem planejamento e certa previsibilidade - mesmo que a condição clínica seja adversa e cause alguma imprevisibilidade - será contemplado no novo formato. 

Para Minotto, trata-se de uma evolução em direção a um formato diferenciado. "Já para os eventos de baixa previsibilidade, vamos manter o formato de contas abertas, o que eu entendo como um avanço", completa. E o diretor dinanceiro do HSL vai além, ao sugerir a adoção de modelos de segmentação, pois os atendimentos de urgência e emergencia têm uma dificuldade maior para evoluir em direção ao cenário proposto.

Fernando Torelly, superintendente do Hospital Moinho de Vento (HMV), em Porto Alegre, também apoia o novo modelo proposto pela ANS. "É uma evolução construir um novo modelo e reunir todos os agentes - ANS, prestadores e operadoras de saúde - na mesma discussão. É uma ação singular no Brasil e deve ser elogiada", acredita. 

Torelly acredita que a proposta deverá evoluir para outras mudanças, e destaca que a medida da ANS não envolve questões de atendimento do paciente, mas sim a simplificação da conta, a redução da burocracia e uma maior previsibilidade para as operadoras. "Só poderemos falar na questão do atendimento quando cinluírmos na discussão a remuneração por performance", alerta.

Já Armando Piletti, superintendente do Hospital Tacchini, em Bento Gonçalves, acredita que o novo formato de remuneração irá obrigar os hospitais a se organizarem melhor para gerenciar as contas. "O bom dessa norma é que os hospitais poderão aderir gradualmente e por etapas, promovendo as mudanças no momento que entenderem ser o mais apropriado", disse.

De acordo com a ANS, para adotar o novo modelo, hospitais e operadoras deverão qualificar os seus processos e modelos de gestão, focando na melhoria da assist~encia aos clientes de planos de saúde. Inicialmente, a adesão deverá ser voluntária, mas a ag~encia já estuda maneiras de induzir que hospitais e operadoras incorporem o modelo o mais rápido possível.

*Com informações do site Setor Saúde.



PUBLICIDADE

Mais lidas


    Warning: mysql_num_rows() expects parameter 1 to be resource, boolean given in /home/diagnosticoweb/www/noticia-interna.php on line 309

    Warning: mysql_free_result() expects parameter 1 to be resource, boolean given in /home/diagnosticoweb/www/noticia-interna.php on line 322

Newsletter

Cadastre-se e receba as novidades do Diagnosticoweb em seu e-mail

agenda

facebook

© Copyright 2012, Diagnósticoweb . Todos os direitos reservados.