home notícias Gestão
Voltar Voltar
19/02/16
Justiça determina a prisão de 3 secretários de Saúde do Rio de Janeiro
Secretários das cidades do Rio, Niterói e Duque de Caxias descumpriram determinação judicial para relocar pacientes psiquiátricos
Da redação

A Justiça determinou, nesta quinta-feira (18), a prisão dos secretários municipais de Saúde das cidades do Rio de Janeiro, Niterói (região metropolitana do Rio) e Duque de Caxias (Baixada Fluminense). De acordo com a Justiça, todos eles descumpriram uma ordem judicial que determinava a transferência de pacientes psiquiátricos. Com informações da agência Folhapress.

Ainda na quinta-feira o secretário do Rio de Janeiro, Daniel Sonraz, foi encaminhado à 6ª DP, localizada na Cidade Nova, e assinou um termo circunstanciado - para crimes considerados menos graves - e foi liberado em seguida.

Até esta sexta-feira, não havia informações sobre a prisão dos secretários Solange Regina de Oliveira (Niterói), e Camillo Léllis Junqueira (Duque de Caxias). 

Conforme Eduardo Oberg, juiz titular da Vara de Execuções Penais (VEP), os três secretários são acusados de não cumprir a ordem judicial, de dezembro de 2015, de transferir pacientes que cumpriam medidas de segurança no Hospital Psiquiátrico Henrique Roxo para residências terapêuticas.

A Justiça deu um prazo de 60 dias para que as transferências dos pacientes fossem realizadas. O pedido foi realizado pela Secretaria Estadual de Administração Penitenciária (SEAP). Em caso de não cumprimento, teriam de pagar uma multa de R$ 10 mil diária.

Segundo a solicitação de realocação dos internos, a secretaria informou que os presos permaneciam nos hospitais psiquiátricos porque muitos eram rejeitados pelos familiares.



PUBLICIDADE

Newsletter

Cadastre-se e receba as novidades do Diagnosticoweb em seu e-mail

agenda

facebook

© Copyright 2012, Diagnósticoweb . Todos os direitos reservados.