home notícias Gestão
Voltar Voltar
28/02/12
Os erros mais comuns na gestão de micro e pequenas empresas
Especialistas destacam importância de detalhamento do plano de negócios, formação da sociedade e investimentos em marketing
Da redação

Alguns itens de gestão e controle de uma empresa já estão bastante disseminados, como ter fluxo de caixa, controlar o estoque, saber lidar com funcionários e ações marketing. Especialistas dizem, no entanto, que apesar de serem de conhecimento geral, esses erros são mais comuns do que se imagina entre micro e pequenas empresas.

 

O professor de economia da ESPM, José Eduardo Amato Balian, os gestores devem ter um plano de negócios detalhado que possa prever e ajudar a solucionar problemas. Abaixo você confere alguns erros comuns entre empreendedores. As informações são do Portal Exame.

 

O primeiro ponto destacado Balian é achar que amigos são bons sócios. Para o professor, a sociedade deve ser formada com alguém que compartilhe os mesmos valores e objetivos. “É essencial que, além disso, a pessoa seja complementar, por exemplo, um com formação técnica, outro melhor em gestão; um mais arrojado e outro conservador”, diz.

 

Investir em marketing, independente do tamanho da sua empresa, também é outra dica importante. Segundo o consultor, fazer propaganda não é algo exclusivo de grandes empresas. Tem que ser proporcional aos recursos e ao tamanho da empresa, mas deve existir. As empresas não podem contar com a sorte para atrair os consumidores, diz ele.

 

O professor de economia fala também que abrir uma empresa precisando de retorno financeiro imediato é uma falha gravíssima. Ele alerta para o fato de que existe um ponto de maturação até que o negócio dê lucro. “Muitos empresários não dimensionam a necessidade de capital de giro. É comum começar o negócio e só depois verificar que o dinheiro demora mais para retornar e tem contas a pagar”, explica.

 

Outros dois problemas bastante comuns são a falta de controle do estoque e também misturar contas físicas e jurídicas. Segundo o especialista, o descontrole na hora de retirada de dinhjeiro e a falta de controle sobre o que é dinheiro da empresa e o que é gasto pessoal podem causar danos irreversíveis à saúde financeira da companhia. O outro problema - a falta de controle de estoque - é mais comum do que se imagina. Para o professor, é difícil encontrar uma pequena empresa que cuide do estoque do jeito que deveria. Controle de estoque deficiente pode se refletir em uma complicação nas contas a pagar a prazos.

 

Os especialistas chamam atenção para a questão da dificuldade que alguns empreendedores podem ter ao lidar com a equipe. Questões como remuneração, planos de carreira e processos de seleção e treinamentos merecem atenção. Outro ponto que deve ser evitado é subestimar a concorrência.

 

Por fim, o essencial é fazer previsão de vendas para tentar errar menos. É preciso fazer pesquisa prévia. Desconhecer o mercado é um erro. “Muitos não têm noção do ponto de equilíbrio da empresa e acham que é fácil conseguir dinheiro. É um otimismo exagerado”, diz o consultor do Sebrae-SP Gustavo Carrer.



PUBLICIDADE

Mais lidas


    Warning: mysql_num_rows() expects parameter 1 to be resource, boolean given in /home/diagnosticoweb/www/noticia-interna.php on line 309

    Warning: mysql_free_result() expects parameter 1 to be resource, boolean given in /home/diagnosticoweb/www/noticia-interna.php on line 322

Newsletter

Cadastre-se e receba as novidades do Diagnosticoweb em seu e-mail

agenda

facebook

© Copyright 2012, Diagnósticoweb . Todos os direitos reservados.