home notícias Gestão
Voltar Voltar
13/06/14
País possui 26 hospitais considerados centros de excelência global
Em todo o mundo, são 560 instituições de saúde acreditadas pela Joint Commission International, principal selo de qualidade hospitalar
Valor Econômico

O Brasil possui 26 hospitais entre as 560 instituições de saúde acreditadas em todo o mundo pela Joint Commission International (JCI), braço internacional da The Joint Commission - maior acreditadora de saúde do mundo. A The Joint Commission atua apenas nos Estados Unidos, cabendo à JCI as certificações internacionais. No Brasil, dentre os mais de 6 mil hospitais do sistema de saúde nacional, esses 26 se destacam como centros de excelência internacional ao obter a mais importante acreditação hospitalar do mundo. As informações são do Valor Econômico.

De acordo com José de Lima Valverde Filho, coordenador do Consórcio Brasileiro de Acreditação (CBA), que desde 2000 representa a JCI no país, a acreditação é um conjunto de padrões e protocolos a serem seguidos pelos hospitais que a solicitam, com validade é de três anos, período em que o hospital fica permanentemente monitorado. Além disso, a JCI confere certificações para tratamentos.

Para se adequar a todas as exigências, os hospitais levam cerca de dois anos em processo de acreditação, com visitas de técnicos, entrevistas e análises de documentos. cerca de  1.300 itens são avaliados. O processo leva em conta o manual da JCI, composto de sete capítulos com foco no paciente e na administração hospitalar.

Dos 26 hospitais acreditados em 2013, 21 são privados. O Albert Einstein (SP), que já está em sua sexta acreditação, foi o pioneiro. Em 1999, foi a primeiro unidade fora dos EUA a ser acreditado pela The Joint Comission no mundo, inaugurando as acreditações internacionais que resultaram na criação da JCI. Para a diretora de prática assistencial e qualidade, Cláudia Garcia de Barros, a acreditação reduzida em 49% a taxa de eventos adversos graves relacionados aos paciente nos últimos cinco anos, e em 60% os considerados catastróficos.

O Moinhos de Vento, no Rio Grande do Sul, é outro hospital de excelência pioneiro. Também classificado como hospital de excelência pelo Ministério da Saúde, em 2002, a unidade foi a segunda instituição a ser acreditada no país. Segundo a gerente de fluxo de pacientes da unidade, Isonia Muller, o hospital esta envolvido com programas de qualidade desde os anos 90, mas se ressentia da falta das questões de saúde nesses programas e o hospital buscou a JCI pelo foco que a acreditação tem no paciente. "Um dos pré-requisitos é o cumprimento das legislações locais", diz.

Também classificado como hospital de excelência do Ministério da Saúde, o Hospital Alemão Oswaldo Cruz foi acreditado pela acreditadora brasileira ONA (Organização Nacional de Acreditação), em 2005. Segundo Cleuza Enck, superintendente de desenvolvimento institucional, a unidade já havia experimentado uma cultura de excelência, mas precisou buscar uma acreditação internacional que avaliasse o fluxo do paciente em todos os processos. 

A rede Amil possui três hospitais acreditados: Alvorada, TotalCor e Paulistano. Com a acreditação confirmada em 2013, o Hospital Paulistano conquistou a certificação de cuidado a doenças específicas para o tratamento do Acidente Vascular Cerebral e cuidados paliativos. Segundo Márcio Arruda, diretor técnico do Paulistano, houve a implantação de diversos protocolos, como o de SEPSE (infecção generalizada), que permitiu à unidade reduzir a mortalidade de 57% para 29%".

De acordo com Valter Furlan, diretor do Hospital TotalCor, que foi acreditado em 2010 e 2013, a acreditação visa reduzir riscos e eventos adversos e, sobretudo, dar voz ao paciente. A unidade deu ênfase ao Programa Speak da JCI, que estimula o paciente a participar de todas as decisões. Além da acreditação, o Total Cor recebeu certificações em dois programas clínicos: tratamento do infarto agudo do miocárdio e insuficiência cardíaca.

A Alvorada, hospital geral e referência em ortopedia e neurologia, conquistou a acreditação em 2013. Para o diretor da unidade, Fernando Moisés José Pedro, entre os benefícios da acreditação está a implantação do protocolo de atendimento a pacientes que se submetem a cirurgia de quadril, que vai desde a entrado do paciente no hospital com aulas sobre o procedimento, até a cirurgia. Segundo o diretor, o tempo de internação caiu de seis para três dias e o percentual de pacientes que iam para a UTI reduziu de 40% para 16%", acrescenta Pedro.

O Hospital São Vicente de Paulo caminha para a sua terceira acreditação e busca intensificar a especialização em áreas como oftalmologia, ortopedia, urologia, neurologia e oncologia. De acordo com Marinete Thibério, CEO do São Vicente de Paulo, a unidade aplica programas de qualidade desde os anos 90.

As informações são do Valor Econômico.



PUBLICIDADE

Mais lidas


    Warning: mysql_num_rows() expects parameter 1 to be resource, boolean given in /home/diagnosticoweb/www/noticia-interna.php on line 309

    Warning: mysql_free_result() expects parameter 1 to be resource, boolean given in /home/diagnosticoweb/www/noticia-interna.php on line 322

Newsletter

Cadastre-se e receba as novidades do Diagnosticoweb em seu e-mail

agenda

facebook

© Copyright 2012, Diagnósticoweb . Todos os direitos reservados.