home notícias Gestão
Voltar Voltar
20/12/13
Penalidades não impedem novas violações em farmacêuticas
Em artigo publicado na revista científica British Medical Journal, médico afirma que há falta de integridade corporativa em muitas empresas
Da redação

Em artigo publicado na última terça-feira (17), na revista científica British Medical Journal, o médico Sidney Wolfe afirmou que as multas aplicadas às empresas farmacêuticas por atividades ilegais não estão impedindo que elas voltem a cometer novas violações. As informações são da Folha de S. Paulo.

Segundo Wolfe, que é fundador e conselheiro sênior do Public Citizen's Health Research Group (Grupo de Pesquisa em Saúde Pública Cidadã -- organização de defesa dos direitos do consumidor, sem fins lucrativos, com sede em Washington, DC.), há uma "patológica falta de integridade corporativa em muitas farmacêuticas". 

Entre janeiro de 1991 e julho de 2012, Wolfe e outros pesquisadores analisaram as penalidades civis e criminais aplicadas pelos governos federal e estaduais norte-americanos às empresas farmacêuticas. Os valores atingiram um total de US$ 30,2 bilhões.

Mais da metade das multas era de promoção ilegal de medicamentos, de cobrança a mais por drogas fornecidas a programas governamentais ou propina paga a profissionais de saúde. Além disso, nos últimos três anos e meio, o total de penalidades aplicadas representou mais da metade do montante registrado nos últimos 21 anos. O maior crescimento foi de sanções penais, que aumentou mais de cinco vezes. De US$ 920 milhões entre 2005 e 2008 para US$ 5,1 bilhão entre 2009 e meados de 2012.

Wolfe afirma que a GlaxoSmithKline está no topo da lista de infratores reincidentes, com sanções penais e civis que somam US$ 7,56 bilhões, desde 1991. A Pfizer vem em segundo lugar, com US$ 2,96 bilhões em penalidades. Desde 1991, 11 outras empresas farmacêuticas receberam multas superiores a US$ 50 milhões em pelo menos duas ocasiões. "Isso ilustra o fracasso de tais grandes penalidades e das instituições que fazem acompanhamento para coibir esse tipo de comportamento", afirma o pesquisador.



PUBLICIDADE

Mais lidas


    Warning: mysql_num_rows() expects parameter 1 to be resource, boolean given in /home/diagnosticoweb/www/noticia-interna.php on line 309

    Warning: mysql_free_result() expects parameter 1 to be resource, boolean given in /home/diagnosticoweb/www/noticia-interna.php on line 322

Newsletter

Cadastre-se e receba as novidades do Diagnosticoweb em seu e-mail

agenda

facebook

© Copyright 2012, Diagnósticoweb . Todos os direitos reservados.