home notícias Gestão
Voltar Voltar
07/11/13
EUA: Pequenos empresários estão confusos sobre a nova lei de saúde
Segundo um estudo, após três anos e meio, propietários de pequenas organizações não compreendem como a legislação poderá influênciar em seus negócios
Da redação

Após três anos e meio, a nova lei de saúde do presidente Barack Obama, segundo um novo estudo, tem confundido executivos e proprietários de pequenas empresas, que afirmaram não compreender a nova legislação e o que isso poderá significar para os seus negócios. Parte dos executivos, no entanto, sabem menos do que acreditam. As informações são do Washington Post.

Segundo um estudo realizado pela Federação Nacional de Negócios Independentes (National Federation of Independent Business, -- NFIB), um terço das empresas disseram que não estão familiarizadas com a legislação. Metade dos proprietários de pequenas empresas afirmaram que estão apenas pouco confiantes de que as empresas estarão em conformidade com a lei, em relação à criação de novos requisitos de seguros. 

A nova lei de saúde, conhecida como Obamacare, passou o último mês no centro das atenções políticas devido a diversos problemas de administração, como o lançamento cheio de falhas do site Healthcare.gov. Além disso, na semana passada, veio à tona outro problema: o local destinado aos empregadores no site não ficará totalmente funcional até o final de novembro, um mês mais tarde do que o esperado.

Os problemas técnicos e atrasos prolongados fizeram com que os mercados "pensassem" numa solução tardia por parte dos proprietários de pequenas empresas, segundo Kevin Kuhlman, gerente legislativa a NFIB, que reagiu contra a lei de saúde quando ela foi assinada em março de 2010. Kuhlman disse ainda que os empresários estão se esforçando para obter informações sobre essas novas regras.

De acordo com a pesquisa, que incluiu respostas de mais de 900 organizações com média de 100 funcionários cada, apenas um de cada seis empresários revelou estar satisfeito com as informações que recebeu sobre a nova legislação de saúde. 

Inicialmente, o NFIB incluiu uma pergunta específica sobre as trocas de seguros de saúde, para testar se aqueles que disseram que estavam familiarizados com a lei sabiam de fato se alguma troca havia sido criada em seu estado (até aquele momento, apenas dois estados haviam se lançado no mercado). A maioria dos entrevistados que havia dito que conhecia a lei respondeu à pergunta de forma incorreta.

Mais tarde, os pesquisadores questionaram se os empresários se aproveitaram de novas isenções fiscais previstas na lei, que se tornou disponível há três anos para as empresas com menos de 25 empregados. Um pequeno número de empregadores afirmou ter aproveitado os créditos. No entanto, quando os pesquisadores cruzaram os dados e identificaram que muitos deles não tinham como ter se qualificado em um intervalo de três anos.

"A lei é um documento de mudança perpétua", disse Kuhlman, ao observar que ela incluiu milhares de páginas de estatutos que sofreram vários atrasos. "Não é difícil imaginar o motivo de existir uma lacuna entre o conhecimento e a percepção real sobre a lei", completou.



PUBLICIDADE

Mais lidas


    Warning: mysql_num_rows() expects parameter 1 to be resource, boolean given in /home/diagnosticoweb/www/noticia-interna.php on line 309

    Warning: mysql_free_result() expects parameter 1 to be resource, boolean given in /home/diagnosticoweb/www/noticia-interna.php on line 322

Newsletter

Cadastre-se e receba as novidades do Diagnosticoweb em seu e-mail

agenda

facebook

© Copyright 2012, Diagnósticoweb . Todos os direitos reservados.