home notícias Gestão
Voltar Voltar
10/01/12
Rio de Janeiro cria Força Estadual de Saúde para desastres naturais
Objetivo é diminuir o tempo de resposta e reforçar as equipes nas situações de emergência em locais vulneráveis
Flávia Villela, da Agência Brasil

Rio de Janeiro – O governo do Rio anunciou nesta terça-feira (10) a criação de uma Força Estadual de Saúde para ampliar o atendimento às vítimas de desastres ocasionados por eventos epidemiológicos e desastres naturais, como as recentes enchentes e deslizamentos de terra que já deixaram pelo menos 15 mortos no estado desde o início do ano.

 

“É o caso, por exemplo, das cidades que sofrem pelos efeitos das chuvas, ou, por exemplo, com epidemia de dengue. Se tiver ocorrência e necessidade, a Força será acionada para dar suporte e apoio ao município que está desassistido. Cabe ao prefeito fazer a requisição e ao governo do estado, através da Secretaria de Saúde, avaliar e acionar a Força”, explicou o secretário de Saúde, Sérgio Côrtes, destacando que a Força contará com colaboradores remunerados por plantões.

 

O objetivo, segundo o secretário, é diminuir o tempo de resposta e reforçar as equipes nas situações de emergência em locais vulneráveis, bem como melhorar a qualidade do atendimento à população com equipes de vigilância sanitária, epidemiológica e ambiental, assistência farmacêutica, rede hospitalar, Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e saúde mental.

 

A Força Estadual de Saúde vai monitorar e orientar tecnicamente o envio de insumos, profissionais, recursos e, se preciso, hospitais de campanha às localidades afetadas.

 

Com auxílio dos municípios, será criado um cadastro de profissionais qualificados e treinados para agilizar a mobilização de recursos humanos e materiais nas áreas afetadas para atender os feridos, evitar e conter a proliferação de doenças.

 

Hoje, o governo do Rio homologou a situação de emergência decretada por sete municípios das regiões Norte e Noroeste fluminenses: Cardoso Moreira, Laje do Muriaé, Santo Antônio de Pádua, Aperibé, Itaperuna, Italva e Miracema. De acordo com o decreto, publicado hoje no Diário Oficial, o aumento e transbordo do Rio Muriaé, devido às fortes chuvas dos últimos dias, causaram enchentes e inundações graduais nessas regiões. 



PUBLICIDADE

Mais lidas


    Warning: mysql_num_rows() expects parameter 1 to be resource, boolean given in /home/diagnosticoweb/www/noticia-interna.php on line 309

    Warning: mysql_free_result() expects parameter 1 to be resource, boolean given in /home/diagnosticoweb/www/noticia-interna.php on line 322

Newsletter

Cadastre-se e receba as novidades do Diagnosticoweb em seu e-mail

agenda

facebook

© Copyright 2012, Diagnósticoweb . Todos os direitos reservados.