home notícias Gestão
Voltar Voltar
23/01/12
Roberto Santos (BA) adota gestão visual na emergência
Unidade adaptará ferramenta Kanban, usada na indústria automobilística, para gestão de leitos
Da redação

O Hospital Roberto Santos, localizado na capital baiana, anuncia que usará a ferramenta de gestão visual Kanban, em seu setor emergência. Usado na indústria automobilística no Japão e baseado na metodologia de Qualidade Total, a ferramenta acompanhará todas as etapas do processo produtivo da unidade hospitalar através de um código simples – serão utilizadas as cores verde, vermelho e amarelo.

 

“A partir do Kan Ban será possível saber, por exemplo, os motivos pelos quais os pacientes às vezes ficam mais tempo ocupando leitos, quais as carências do setor, o que precisa ser feito para melhorar e garantir o atendimento ágil e humanizado a todas as pessoas atendidas na emergência”, afirmou o apoiador do Ministério da Saúde, Altair Massaro, que presta consultoria ao hospital no projeto S.O.S Emergências. A expectativa é que outras unidades que fazem parte do programa também adotem a ferramenta para gestão de leitos.

 

A ferramenta de gestão visual no Roberto Santos terá uma codificação simplificada. O vermelho significará ritmo de produção muito abaixo do volume atingido nos últimos anos; o amarelo diz que a produção está abaixo do esperado e o verde mostra que a os índices foram atingidos e superados.  

 

Além do Kan Ban, estão previstas outras medidas para a melhoria do atendimento no Hospital Roberto Santos. Espera-se a contratação de leitos de retaguarda de outros hospitais, abertura de novos leitos de clínica médica e da UTI Cirúrgica e a implementação de novas e protocolos clínicos para atendimento das principais emergências adulto e pediátrica.

 

Outro hospital que passará a utilizar a ferramenta neste mês de janeiro é o Hospital Municipal Miguel Couto, no Rio de Janeiro. O código adotado será o mesmo da unidade baiana. A casa de saúde espera diminuir o tempo de espera nas internações e corrigir falhas que prolongam a permanência e liberando leitos para novos pacientes,

 

Economia – Outro hospital que adotou a ferramenta usada nas fábricas de automóveis foi o Hospital e Maternidade São Camilo, em São Paulo. Em 2008, a unidade passou a usar o Kan Ban para eliminar faltas de medicamentos e aprimorar o fluxo da Farmácia. Em apenas dois anos de uso, o hospital contabilizou uma economia no setor de estoque de R$ 1,3 milhão. A casa de saúde deixou de repor seus materiais quando com base na “previsão da demanda” e passou a utilizar a “demanda real”, evitando riscos de desabastecimento.



PUBLICIDADE

Mais lidas


    Warning: mysql_num_rows() expects parameter 1 to be resource, boolean given in /home/diagnosticoweb/www/noticia-interna.php on line 309

    Warning: mysql_free_result() expects parameter 1 to be resource, boolean given in /home/diagnosticoweb/www/noticia-interna.php on line 322

Newsletter

Cadastre-se e receba as novidades do Diagnosticoweb em seu e-mail

agenda

facebook

© Copyright 2012, Diagnósticoweb . Todos os direitos reservados.