home notícias Gestão
Voltar Voltar
29/01/15
Santa Casa de São Paulo decide suspender plano de demissões
Superintendente da instituição, Irineu Massaia, planejava demitir mais de mil funcionários. Assessoria da entidade não informou se a medida não ocorrerá mais ou se será realizada futuramente
Estado de S. Paulo

São Paulo ­ A Santa Casa de Misericórdia de São Paulo decidiu suspender o plano de demissões. Em dezembro, devido a uma crise financeira, o superintendente da instituição filantrópica, Irineu Massaia, anunciou que iria demitir mais de mil funcionários para reduzir custos com folha de pagamento. Nesta quarta-­feira (28), a Mesa Administrativa da entidade decidiu recuar. As informações são do Estado de S. Paulo.

Até então, nenhum funcionário da entidade havia sido demitido. Mesmo assim, em audiência realizada na semana passada, o número de dispensas (1.100) já havia sido comunicado pela direção do complexo ao Ministério Público do Trabalho (MPT). 

No entanto, a Mesa Administrativa, formada por 50 integrantes da irmandade da Santa Casa, incluindo o provedor Ruy Altenfelder, se reuniu na manhã desta quarta-feira e decidiu suspender o plano de demissões e realizar um novo estudo de readequação do quadro de funcionários.

O superintendente informou, em dezembro, que um estudo inicial apontou excesso de funcionários, principalmente no setor administrativo. Ele disse ainda que o corte de 20% da folha de pagamento representaria uma economia de cerca de R$ 4 milhões mensais para a instituição.

Também em dezembro, uma auditoria externa encomendada pela Secretaria Estadual da Saúde apontou o problema na folha de pagamento. Conforme o estudo dos auditores, a Santa Casa apresenta uma média de 21 funcionários por leito. Nos demais hospitais, a média é de cinco trabalhadores por leito. Enquanto isso, a assessoria da Santa Casa não informou se as demissões não ocorrerão mais ou se serão realizadas futuramente.

Medida - A reunião desta quarta-feira foi a primeira após a licença do provedor Kalil Rocha Abdalla, que pediu afastamento. O cargo é ocupado interinamente pelo vice, Ruy Altenfelder, por pelo menos 90 dias, prazo inicial da licença.

No encontro, a Mesa aprovou a venda de imóveis da Santa casa que encontram-se desocupados. Segundo a assessoria da entidade, o objetivo é levantar dinheiro para reequilibrar as contas da instituição, que acumula déficit financeiro superior a R$ 400 milhões. Os números de imóveis que serão vendidos e o valor previsto da arrecadação com as transações não foram informados.

Manifestação - Durante a reunião, cerca de 200 funcionários da instituição fizeram um protesto na frente da Provedoria, pedindo a saída de Abdalla. Para que isso aconteça, é preciso que haja uma renúncia espontânea ou a convocação de uma assembleia extraordinária da irmandade para a realização de novas eleições.

A assembleia pode ser convocada ou pelo provedor em exercício, ou se mais de um quinto dos cerca de 500 membros da irmandade assinar um requerimento solicitando a convocação. A assessoria da Santa Casa não se pronunciou sobre a manifestação.

As informações são do Estado de S. Paulo.



PUBLICIDADE

Mais lidas


    Warning: mysql_num_rows() expects parameter 1 to be resource, boolean given in /home/diagnosticoweb/www/noticia-interna.php on line 309

    Warning: mysql_free_result() expects parameter 1 to be resource, boolean given in /home/diagnosticoweb/www/noticia-interna.php on line 322

Newsletter

Cadastre-se e receba as novidades do Diagnosticoweb em seu e-mail

agenda

facebook

© Copyright 2012, Diagnósticoweb . Todos os direitos reservados.