home notícias Gestão
Voltar Voltar
19/02/14
Santa Casa de São Paulo tem disputa acirrada pela presidência
Na briga estão Kalil Rocha Abdalla, atual presidente da entidade em busca do terceiro mandato, e o médico e conselheiro José Luiz Setúbal
Da redação

A Santa Casa de Misericórdia de São Paulo, fundada há mais de 450 anos, atravessa uma acirrada eleição para a presidência que chegou a movimentar R$ 1,2 bilhão só em 2013. Na disputa, estão o advogado Kalil Rocha Abdalla, atual presidente em busca do terceiro mandato, e o médico José Luiz Setúbal, é presidente do conselho do Hospital Infantil Sabará e conselheiro da Santa Casa. As informações são do Valor Econômico.

Setúbal, em oposição ao presidente Abdalla, apresenta propostas que prometem uma profunda reestruturação no maior complexo hospitalar filantrópico do país, responsável por cerca de 3,5 milhões de atendimentos por ano. Sua principal proposta é profissionalizar a gestão baseada em metodologias como a meritocracia e governança. Entretanto, as práticas são consideradas pouco comuns em boa parte das instituições beneficentes de saúde e isso pode gerar resistência da atual equipe.

Caso seja eleito, Setúbal deverá atuar em parceria com uma consultoria, provavelmente a McKinsey. O médico alega ter limitações em relação ao setor de administração e por isso acredita ser essencial trabalhar com uma assessoria internacional. A McKinsey, inclusive, já fez uma análise prévia. 

Setubal não poupou críticas à atual administração e afirmou que um dos grandes problemas da atual gestão são os métodos ultrapassados e a falta de instrumentos modernos de gestão. Já Abdalla afirma que Setúbal pretende transformar a Santa Casa em um banco.

Esta pode ser considerada a primeira eleição concorrida da Santa Casa e, em toda sua história, é a segunda vez em que há duas chapas inscritas. Em 2008, o ortopedista Domingos Quirino Ferreira Neto tentou se reeleger ao cargo de provedor - como é chamado o posto máximo na Santa Casa. Na época, Ferreira Neto já tinha 90 anos e devido à idade muitos optaram por Abdalla, que conta 72 anos, atualmente.

A realidade é que o próximo provedor da Santa Casa de São Paulo não terá uma missão fácil, pois, desde 2009, a entidade registra déficit e em 2011 quase fechou as portas do pronto-socorro. Um ano depois, a Santa Casa teve um resultado negativo de R$ 35,5 milhões e acumulava de endividamento no valor de R$ 325 milhões. 

Mesmo sem os dados de 2013, que ainda não foram totalmente fechados, há uma expectativa de melhora nos resultados devido a um aumento no volume de repasses feito pelos governos federal, estadual e municipal. Abdalla, no comando da entidade desde 2008, atribui a culpa ao Sistema Único de Saúde (SUS), que remunera com defasagem os procedimentos médicos e está sem reajuste há 10 anos.

Os repasses do SUS representaram 40% do orçamento de R$ 1,2 bilhão contabilizado no ano passado, aumento considerado expressivo em comparação com 2012 e 2011, quando a participação do SUS foi de 25% e 30%, respectivamente. Entretanto, após o período das eleições, não há certeza se esse volume de repasses será mantido para equilibrar as contas.

A Santa Casa conta com o hospital privado Santa Isabel para compensar as perdas do SUS. A unidade reverte seus ganhos para o hospital que, em 2013, registrou receita bruta de R$ 116 milhões. Em suas duas gestões, Kalil conseguiu construir a segunda unidade do Santa Isabel e um novo prédio para a Faculdade de Medicina.

Imóveis recebidos como doação são outra fonte de receita da Santa Casa de São Paulo. São cerca de 700 contratos de locação de imóveis residenciais e comerciais e, no ano passado, a receita de aluguéis somou R$ 28 milhões, o que representa 2,2% da receita total. Além disso, a Santa Casa recebe doações de pessoas físicas, mas o valor é considerado pequeno: R$ 9,4 milhões em 2013, o equivalente a 0,74% da receita total.

Em parceria com o governo, a Santa Casa de São Paulo também administra outras 39 unidades entre hospitais, pronto socorro, unidades básicas de saúde e centros médicos públicos. 

São contratos pré-estabelecidos em que o governo paga para uma Organização Social de Saúde (OSS) - no caso, uma OSS criada pela Santa Casa - gerenciar uma instituição de saúde. Sem acesso aos números, Setúbal desconfia que a OSS dê prejuízo, o que seria mais um sinal de má gestão. Abdalla, entretanto, nega que as OSS deem prejuízo.

Convidado a compor uma chapa de oposição no fim de 2012, após uma série de desentendimentos com o atual provedor, Setúbal levou quase um ano para decidir se aceitaria a empreitada. 

Formado pela Faculdade da Santa Casa, Setúbal é médico e herdeiro do Itaú. Uma de suas pré-condições para se candidatar ao cargo foi que o banco não cobriria os déficits da Santa Casa de São Paulo. 

Entre 2005 e 2010, realizou, como pessoa física, doações à Faculdade da Santa Casa destinadas para informatizar a biblioteca, programas de intercâmbio para iniciação científica, entre outros projetos. As doações cessaram há quatro anos, quando ele criou o Instituto Pensi, que incentiva pesquisas na área da pediatria. 

Entre os planos, Setúbal também pretende administrar em conjunto o complexo hospitalar e da faculdade de Medicina, que atualmente é gerenciada separadamente. Em paralelo à Santa Casa, Abdalla também concorre à presidência do São Paulo Futebol Clube. Questionado sobre qual eleição será a mais difícil, ele acredita que será a do São Paulo.

Oponentes em relação à administração da Santa casa, Abdalla e Setúbal torcem para o São Paulo Futebol Clube, e há quem diga que o clube pode marcar a eleição para a mesma data que a da Santa Casa, no dia 16 de abril.

As informações são do Valor Econômico.



PUBLICIDADE

Mais lidas


    Warning: mysql_num_rows() expects parameter 1 to be resource, boolean given in /home/diagnosticoweb/www/noticia-interna.php on line 309

    Warning: mysql_free_result() expects parameter 1 to be resource, boolean given in /home/diagnosticoweb/www/noticia-interna.php on line 322

Newsletter

Cadastre-se e receba as novidades do Diagnosticoweb em seu e-mail

agenda

facebook

© Copyright 2012, Diagnósticoweb . Todos os direitos reservados.