home notícias Gestão
Voltar Voltar
19/04/16
Temer deve convidar Serra para o ministério da Saúde
Caso o processo de impeachment da presidente Dilma de fato seja aprovado, vice-presidente já começa a traçar a organização do seu eventual governo
Da redação

Brasília — Caso o processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff de fato seja aprovado, o vice-presidente Michel Temer já começa a traçar a organização do seu eventual governo com aliados mais próximos. Uma das ideias é sobre reduzir o número de ministérios, de 31 para aproximadamente 20, extinguindo as secretarias especiais. Um dos nomes mais cotados é o do senador José Serra (PSDB-SP), para o ministério da Saúde. Com informações de O Globo, Estado de S. Paulo e Folha de S. Paulo.

Com o objetivo de não afastar aliados, os peemedebistas tentarão evitar o loteamento de cargos no primeiro escalão, com nomes do próprio partido, ficando com o comando de quatro ou cinco ministérios. A intenção é de que o “núcleo ideológico” do novo governo seja comandado por PMDB, DEM, PSB e PSDB. Juntos, estes partidos somam 176 deputados. 

Mesmo assim, para formar maioria, o vice precisará do apoio das legendas de sustentação do governo Dilma, como PP, PR e PSD. A expectativa é de que eles também tenham ministérios relevantes. Mas, conforme aliados de Temer, haverá critérios mínimos de qualificação.

José Serra é senador pelo estado de São Paulo desde 1º de fevereiro de 2015. Já esteve à frente do ministério da Saúde durante o governo de Fernando Henrique. Disputou a Presidência da República duas vezes e está entre tucanos que podem brigar pelo Planalto em 2018.



PUBLICIDADE

Newsletter

Cadastre-se e receba as novidades do Diagnosticoweb em seu e-mail

agenda

facebook

© Copyright 2012, Diagnósticoweb . Todos os direitos reservados.