home notícias Mercado e Negócios
Voltar Voltar
15/04/16
Bilionário do Napster investe US$ 250 mi em pesquisa sobre câncer
Sean Parker: as descobertas estarão disponíveis sem qualquer tipo de complicação envolvendo propriedade intelectual ou burocracia
Sean Parker: Qualquer descoberta estará disponível sem qualq

O bilionário e empreendedor norte americano Sean Parker, que atua no Vale do Silício, anunciou nesta quarta-feira (13) que irá investir 250 milhões de dólares para impulsionar o desenvolvimento de medicamentos mais efetivos contra o câncer. O investimento acontecerá através do fomento à colaboração entre cientistas líderes nesta área de pesquisa. Com informaçõe da Reuters.

Parker pretende criar o Instituto Parker de Imunoterapia para o Câncer, que incluirá mais de 40 laboratórios e mais de 300 pesquisadores dos seis principais centros norte-americanos de estudo do câncer: Memorial Sloan Kettering, em Nova York, Stanford Medicine, na Califórnia, Universidade da Califórnia em Los Angeles e Universidade da Califórnia em San Francisco, Universidade do Texas e Universidade da Pensilvânia, na Filadélfia.

Em entrevista à agência de notícias Reuters, Parker informou que qualquer descoberta realizada no centro "estará disponível imediatamente e sem qualquer tipo de complicação envolvendo propriedade intelectual ou burocracia", disse Parker, que é cofundador do serviço de compartilhamento de músicas Napster e foi o primeiro presidente do Facebook.

O foco do instituto será no campo emergente da imunoterapia do câncer, que controla o sistema imunológico do corpo para combater células cancerígenas. Ao se referir à pesquisa de medicamentos contra o câncer, o empreendedor disse que pouco progresso foi feito nas últimas décadas. "A expectativa média de vida só aumentou entre três a seis meses com alguns desses remédios custando bilhões para serem desenvolvidos", completou.

Ainda segundo Parker, a sua amiga Laura Ziskin, que morreu vítima de câncer em 2011, foi quem lhe inspirou no projeto, por chamar sua atenção para a urgência do câncer e da necessidade de se reformular a pesquisa sobre a doença. Ziskin foi produtora uma de Hollywood conhecida por ter participado da produção de filmes como "Uma Linda Mulher" e fundadora da instituição Stand Up To Cancer. "Perder Laura me transformou", disse Parker.



PUBLICIDADE

Newsletter

Cadastre-se e receba as novidades do Diagnosticoweb em seu e-mail

agenda

facebook

© Copyright 2012, Diagnósticoweb . Todos os direitos reservados.