home notícias Mercado e Negócios
Voltar Voltar
29/02/12
Brasil defende maior envolvimento da indústria junto à OMS
Grupo Assessor propõe que, em caso de pandemia pelo vírus da influenza, empresas terão de se comprometer com doação de 10% da produção para a OMS
Da redação

O Grupo Assessor da Organização Mundial da Saúde (OMS), do qual faz parte o Brasil, estabeleceu uma estratégia com o intuito de receber de fabricantes de vacinas, remédios e kits diagnósticos retorno financeiro e benefícios pré-acordados como contrapartida pelo recebimento de material biológico relacionado ao vírus da influenza. Dentre as propostas, aprovadas na última semana durante reunião em Genebra, está a de que a OMS estabeleça prazo de seis meses para que as empresas firmem contrato e colaborem financeiramente com a Rede Global de Vigilância do Vírus de Influenza a partir de um retorno financeiro estimado em 28 milhões de dólares anuais.

 

O Grupo Assessor, composto por representantes de todos os continentes e estabelecido pela Assembleia Mundial de Saúde no último ano, propõe ainda que, em caso de pandemia, as empresas terão de se comprometer com outras contrapartidas, como a doação de 10% da produção para a OMS, a transferência de tecnologia ou a venda de 25% da produção a preço de custo, entre outras. O objetivo é que cada empresa, ao firmar contrato com a OMS, se comprometa com duas entre seis possibilidades de contrapartida. “Quem recebe material biológico vai ter que assinar um documento dizendo claramente que, dentro daquelas medidas listadas ali, ele se compromete a cumprir duas delas em caso de pandemia”, explica o secretário de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde, Jarbas Barbosa, que representa o Brasil no Grupo Assessor.

 

Durante o segundo encontro em Genebra, o grupo acertou o destino dos recursos financeiros que virão da indústria. Uma das possibilidades de aplicação da maior parte do montante (70%) seja investida em ações de preparação para o caso de uma nova pandemia, dando prioridade ao fortalecimento da vigilância epidemiológica do vírus da influenza. “A ideia é que seja estabelecido um amplo acordo para que os países afetados por uma possível pandemia, além de compartilhar o material biológico relacionado ao vírus da influenza, também tenham acesso aos benefícios gerados pela indústria com a fabricação de medicamentos e outros produtos”, afirma Jarbas Barbosa.



PUBLICIDADE

Mais lidas


    Warning: mysql_num_rows() expects parameter 1 to be resource, boolean given in /home/diagnosticoweb/www/noticia-interna.php on line 309

    Warning: mysql_free_result() expects parameter 1 to be resource, boolean given in /home/diagnosticoweb/www/noticia-interna.php on line 322

Newsletter

Cadastre-se e receba as novidades do Diagnosticoweb em seu e-mail

agenda

facebook

© Copyright 2012, Diagnósticoweb . Todos os direitos reservados.