home notícias Mercado e Negócios
Voltar Voltar
10/03/16
Campanhas e ações marcam o Dia Mundial do Rim
Iniciativa também quer alertar para a importância do tratamento de crianças com problemas renais
Da redação

O Dia Mundial do Rim, a ser celebrado no dia 10 de março, é um evento que busca promover o debate sobre uma doença que vem crescendo a cada ano no Brasil e no mundo: a Doença Renal Crônica (DRC). No País, um em cada dez brasileiros tem problemas nos rins e, anualmente, milhões de pessoas morrem devido a complicações decorrentes da doença. Este ano, o objetivo da campanha é incentivar a detecção precoce nas crianças e facilitar a educação e a conscientização dos pais para combater o aumento de doenças evitáveis nos rins. A iniciativa também quer alertar para a importância do tratamento de crianças com problemas renais.

De acordo com a Sociedade Brasileira de Nefrologia, em 2015, o Brasil foi o terceiro país do mundo com maior número de atividades, ações e iniciativas no Dia Mundial do Rim. A B. Braun, multinacional alemã do segmento médico-hospitalar, e uma das maiores provedoras de sistemas de tratamento para terapias de substituição renal em todo o mundo, é uma das empresas que aderem à campanha. Às vésperas do Dia Mundial do Rim (09/03), a empresa mobilizará toda sua equipe de saúde para a aferição de pressão, peso, altura e glicose dos colaboradores. Além disso, serão fornecidas orientações sobre a importância de uma alimentação balanceada e hidratação constante, as principais causas da DRC e os tipos de tratamento. 

Para o médico nefrologista e consultor da B. Braun Avitum, Rubens Lodi, as campanhas preventivas são essenciais para a conscientização da população quanto ao diagnóstico precoce da doença renal. “Sabemos dos riscos de infarto do coração com o fumo, o colesterol alto, mas sabemos os riscos que a doença renal acarreta? Estudo que liga o coração ao rim, diz que pacientes com função renal maior que 60% tem 2% de chance de infarto. Já pacientes com função renal menor que 15% esse percentual chega a 36%. Isso é 15 vezes maior! E os exames para detectar precocemente a função renal são extremamente simples: um exame de urina simples e a medida da creatinina sérica. Mas mais importante que isso é ser avaliado por um médico por conta da história clínica do paciente”, esclarece o médico.

Ele acrescenta ainda que as pessoas acreditam que problemas renais apenas existem quando são compelidos a fazer hemodiálise. “Não é verdade. Problemas renais existem em uma gama gigantesca e os métodos de diálise só são tratamento, quando estes perderam mais de 90% de sua função renal original. Temos que orientar esses pacientes adultos e crônicos para o controle precoce de seu sofrimento renal, para postergar ou até evitar a hemodiálise”, explica.

Disseminar boas práticas em prol da segurança dos pacientes e dos profissionais de saúde é um dos compromissos da B. Braun nos países onde atua. Por meio do Sharing Expertise, a empresa procura compartilhar conhecimento e informar sobre as principais terapias e soluções para o sistema de saúde através de palestras, cursos e treinamentos. 

Como provedora de sistemas completos que vão desde a pesquisa à fabricação até a terapia no leito do paciente, a divisão B. Braun Avitum trabalha como uma interface, ligando teoria à prática. O estreito contato e o diálogo com médicos, enfermeiros e pacientes que precisam deste tipo de tratamento regularmente faz com que a B. Braun coordene equipamentos, terapias e serviços mais seguros e de alto padrão, de acordo com as necessidades de cada paciente.



PUBLICIDADE

Newsletter

Cadastre-se e receba as novidades do Diagnosticoweb em seu e-mail

agenda

facebook

© Copyright 2012, Diagnósticoweb . Todos os direitos reservados.