home notícias Mercado e Negócios
Voltar Voltar
30/04/15
Carlyle Group aproveitou abertura do mercado da Saúde a capital estrangeiro
O grupo financeiro nova-iorquino é um dos maiores investidores no Brasil
Filipe Sousa
Foi no Hotel Carlyle, em Nova Iorque, no ano de 1987, que Conway, Norris, Rubenstein, D'Aniello e Rosenbaum lançaram as bases que dariam origem ao grupo que, hoje, exibe no seu nome a homenagem ao local onde nasceu. O grupo começou como gestor de ativos com um capital 5 milhões de dólares.

A divisão de Corporate Private Equity funciona desde 1990 e aposta em distintos setores: aerospacial, defesa & serviços governamentais, consumer & retail, energia, serviços financeiros, health care, industrial, imobiliário, serviços de tecnologia e negócios, telecomunicações & mídia, e transportes. 

O primeiro investimento do grupo no setor da saúde foi na compra do PRA International, Inc., em 96, um negócio de que já se desfez. Algo que é normal na política do grupo, que efetua compras com o objetivo de rentabilizar numa futura venda.

Foi isso mesmo que aconteceu na entrada do grupo no Brasil, através dos fundos Carlyle Partners V e Carlyle South America Buyout Fund, adquirindo o Grupo Qualicorp, líder em gestão de benefícios no segmento de saúde suplementar com 2,8 milhões de beneficiários no Brasil. A empresa de planos de saúde trabalhava com as operadoras Bradesco, Amil, Unimeds, Medial, SulAmerica, Amint e Golden Cross.  O investimento foi, na época de R$1.9 bi, que somou à compra de 63,6% da CVC por R$ 700 milhões. 

Mas o grupo tem apostado no Brasil em diferentes áreas. Em 2010, foi anunciado mais um avultado investimento, agora na Scalina, a líder de mercado brasileiro de vestuário íntimo feminino, um negócio feito através do fundo Carlyle’s South America em conjunto com “FIP Brazil de Internacionalização de Empresas (FBIE)”, outro fundo local gerido pelo grupo Carlyle e sob indicação do Banco do Brasil.

Em 2012, o fundo de private equity nova-iorquino adquiriu 85% da Ri Happy, a maior rede de lojas de brinquedos do Brasil, em um negócio que se diz ter envolvido R$ 500 milhões de reais. 

No mesmo ano, o Carlyle Group ficou proprietário de 25% do Grupo Orguel, empresa brasileira líder no fabrico e locação de equipamentos para construção civil, mineração e indústria. A transação terá custado 200 milhões de reais.

Ainda em 2012, a corrida pela compra de 60% da Tok&Stok foi ganha pelo grupo Carlyle, em troca de 700 milhões de reais.

Entre 2008 e 2012, o Carlyle foi o fundo que mais investiu no Brasil, com um total de 2 bilhões de dólares investidos em empresas.

No final desse ano, o fundo BHCS, da Carlyle, decidiu se desfazer da Qualicorp. No período entre aquisição e venda da sua participação na empresa, se registrou uma alta de 65% sobre o valor implícito na transação de compra de controle da empresa pelo Carlyle, um ano antes. O fundo comprou o controle da empresa em julho de 2010 e, ao fim de dois anos, com a venda das ações na bolsa, havia lucrado 1,1 bilhão de reais. 

Se a Qualicorp é um caso de sucesso, do outro lado está a Scalina. A empresa crescia 20% ao ano até ser comprada, em 2010. O conflito entre executivos e o Carlyle levaram a Scalina a encolher e a passou a dar prejuízo.

Hoje em dia, o exemplo da Scalina obriga o Carlyle Group a uma maior preparação na transição de outras empresas, conhecendo melhor as suas particularidades e do meio em que atuam.

O grupo esteve de novo com um pé no mercado de saúde brasileiro no início de 2014, na tentativa de investimento na Fleury, mas acabou perdendo a corrida para a Gavea, apesar do negócio, no final, não ter se concretizado. 

Agora, é a vez da é da Rede D'Or, a maior operadora de hospitais independentes do Brasil, com 25 hospitais e 4.000 leitos, receber o capital norte americano do grupo Carlyle, aproveitando a Lei nº 13.097, de 20 de janeiro de 2015, que permite a participação de empresas de capital estrangeiro em serviços de saúde no Brasil, como hospitais, clínicas e laboratórios, por meio de participações diretas, indiretas e até mesmo controladoras.

Leia mais
>> Por 1,7 bi, fundo americano Carlyle fica com 8% da Rede DOr





PUBLICIDADE

Mais lidas


    Warning: mysql_num_rows() expects parameter 1 to be resource, boolean given in /home/diagnosticoweb/www/noticia-interna.php on line 309

    Warning: mysql_free_result() expects parameter 1 to be resource, boolean given in /home/diagnosticoweb/www/noticia-interna.php on line 322

Newsletter

Cadastre-se e receba as novidades do Diagnosticoweb em seu e-mail

agenda

facebook

© Copyright 2012, Diagnósticoweb . Todos os direitos reservados.