home notícias Mercado e Negócios
Voltar Voltar
14/11/13
Dasa e Fleury reduzem os seus investimentos em 2013
Juntos, os dois maiores grupos de medicina diagnóstica do país possuem cerca de 25% de um mercado que movimentou R$ 16 bilhões em 2012
Da redação

Os dois maiores grupos de medicina diagnóstica do país - Dasa e Fleury - reduziram os investimentos em 2013. Segundo dados da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), juntas, as duas companhias possuem cerca de 25% do mercado, que movimentou R$ 16 bilhões em 2012. As informações são do Valor Econômico.

Em uma teleconferência realizada na última terça-feira (12) com analistas do setor, a Dasa informou sobre os resultados do terceiro trimestre, que o investimento para expansão, tecnologia e equipamentos médicos de 2013 vai deverá somar R$ 150 milhões, 25% menos do que o projetado inicialmente. Dickson Tangerino, presidente da Dasa. O executivo não detalhou quais áreas da companhia foram afetadas pela medida. que a empresa adotou uma posiçao mais criteriosa. "Não vamos atingir os R$ 200 milhões projetados anteriormente".

No mês de agosto o Fleury também anunciou uma redução de 17% no orçamento para 2013, que caiu para R$ 200,6 milhões. Segundo João Patah, diretor de relações com investidores do Fleury devido ao cenário econômico, com projeções pessimistas do PIB em 2013 e 2014, a empresa decidiu rever os investimentos, dando maior foco em projetos com maior rentabilidade e retorno garantido. A companhia agora prioriza a bandeira Fleury, que tem maior rentabilidade. A marca a+ foi a mais afetada, com 14 unidades fechadas entre janeiro e setembro e diminuição de 42% no orçamento.

Após várias aquisições nos últimos anos, tanto o Fleury quanto a Dasa iniciaram uma forte reestruturação que tem afetado suas margens de lucro.

Entre 2012 até setembro deste ano, a Dasa investiu R$ 335 milhões em reformas e na renovação do parque tecnológico. Ao mesmo tempo, a companhia enfrentou problemas como a perda de 25% nas ligações para agendamento de exames no call center e a renúncia de executivos de importantes setores, como o financeiro e tecnologia. Os primeiros resultados começaram a ser sentidos nos últimos meses.

Para Pedro Zabeu, analista da corretora Fator, o terceiro trimestre foi o melhor dos últimos dois anos. Mas o quarto semestre será o melhor se comparado a 2012, porque haverá mais dias úteis e devido à migração de clientes do Fleury. Em setembro, o Fleury rompeu contrato com a Unimed-Rio, que representava 30% da receita das unidades Lab's, localizadas no Rio. 

O grupo ainda sente os reflexos da reestruturação que tem como um dos principais desafios concluir a integração com a Lab's, rede carioca de laboratórios adquirida em 2010 por quase R$ 1 bilhão. No terceiro trimestre, o lucro líquido do Fleury caiu 30% e a receita cresceu menos do que os custos (ver tabela). "Em contraste com o Fleury, a Dasa conseguiu controlar os custos com pessoal", destacou relatório do JP Morgan. No período, a Dasa teve uma despesa com pessoal de R$ 125,8 milhões, alta de 9,6%. No Fleury, que conta com uma equipe de 1,7 mil médicos, os custos com pessoal e serviços médicos somou R$ 166,2 milhões, um aumento de 17%.

"As duas companhias atravessam uma reestruturação, mas a do Fleury não está sendo tão traumática quanto foi a da Dasa", ponderou o analista da Fator.



PUBLICIDADE

Mais lidas


    Warning: mysql_num_rows() expects parameter 1 to be resource, boolean given in /home/diagnosticoweb/www/noticia-interna.php on line 309

    Warning: mysql_free_result() expects parameter 1 to be resource, boolean given in /home/diagnosticoweb/www/noticia-interna.php on line 322

Newsletter

Cadastre-se e receba as novidades do Diagnosticoweb em seu e-mail

agenda

facebook

© Copyright 2012, Diagnósticoweb . Todos os direitos reservados.