home notícias Mercado e Negócios
Voltar Voltar
02/09/13
"Quem não vai à Medica não conhece seus concorrentes"
CEO da maior feira médico-hospitalar do mundo fala sobre mercado de produtos do segmento
Da Redação


O alemão Joachin Schäfer, CEO da Medica: 4.500 expositores e 130 mil visitantes dos cinco continentes tornaram a Medica uma das dez maiores feiras de todos os setores do mundo

Não é de espantar que a Alemanha, atualmente a principal economia da União Europeia, seja também a anfitriã da maior feira internacional do setor médico-hospitalar. Em sua próxima edição, entre os dias 20 e 23 de novembro deste ano, a Medica deve reunir cerca de 4.500 expositores e 130 mil visitantes em Düsseldorf, cidade alemã às margens do Rio Reno e segundo maior centro financeiro do país, depois de Frankfurt. “Assim como a amplitude de temas, a diversidade internacional que oferecemos não pode ser batida”, resume, em tom para lá de ufanista, o alemão Joachin Schäfer, há seis anos no cargo de diretor-geral do Grupo Messe Düsseldorf – responsável pela organização da Medica. Não por acaso, a estratégia de sucesso – iniciada em 1969, na Alemanha – vem sendo replicada pelo grupo em quatro continentes sob o nome comercial Medical Fair, com feiras e congressos médicos em Cingapura, Bangkok, Mumbai, Nova Déli e São Petersburgo, além de parcerias na China, Rússia e Brasil, com a Hospitalar. De Düsseldorf, Schäfer falou à Diagnóstico.

Quais estratégias tornaram a MEDICA a maior feira do mundo no setor de saúde?
Há muitos fatores que podem explicar o sucesso da Medica. Em um mesmo lugar e de uma só vez, a feira aborda uma gama completa de atenção ambulatorial e de internamento – desde tecnologias de laboratório e diagnóstico, a commodities e consumíveis para a tecnologia médica e TI em saúde. Players globais estão presentes ao lado de companhias menores orientadas para a inovação e start-ups. Assim como a amplitude de temas, a diversidade internacional que oferecemos não pode ser batida.  

Há um número específico – dentre tantos dados superlativos – que melhor representa o sucesso da Médica?
Há uma coisa que vale a pena dizer sobre esta questão: quem não vai à Medica, ou não conhece seus concorrentes ou não está interessado neles. Em todo caso, também é preciso dizer que a Medica é indiscutivelmente o evento internacional número um na área da medicina – com mais de 4.500 expositores, 130 mil visitantes profissionais, uma alta proporção de tomadores de decisão (mais de 90%  do público) e algo em torno de 115 mil metros quadrados de espaço reservado. É uma das dez maiores feiras de todos os setores.

De que forma a fase de coadjuvante da Europa no cenário mundial terá impactos nos negócios da MEDICA?
Em termos de mercado de tecnologia e produtos médicos, é verdade que algumas regiões do mundo estão passando por um crescimento mais forte do que os “clássicos” mercados de vendas da América do Norte e da Europa. Mas o volume de mercado também é crucial. Vale a pena fazer uma comparação: nos próximos cinco anos, os especialistas esperam um crescimento no mercado chinês dos atuais 11 bilhões para 15 bilhões de euros. O mercado alemão sozinho tem um volume de pelo menos 20 bilhões de euros. 

Reunir pessoas em um mesmo espaço para compartilhar objetivos comuns sempre foi uma característica humana. É possível que no futuro essa necessidade de encontros presenciais seja superada? 
A questão sobre a importância das feiras na era “virtual” vem sendo colocada desde que a internet existe como um meio de comunicação de massa – há 20 anos, para ser exato. Para obter informações ou manter contato, obviamente, é mais fácil e simples fazê-lo de forma remota, seja através do uso de dispositivos compactos, como smartphones, ou diretamente no computador. No entanto, quando estão envolvidas decisões de investimento de maior porte ou produtos e procedimentos que exigem uma explicação de antemão, nada se compara à interação humana cara a cara. 
  
Qual a importância do mercado brasileiro para a medica?
O número de expositores do Brasil na Medica tem sido considerável por muitos anos e se manteve constante em termos de demanda por vagas. Mais recentemente, tivemos cerca de  60 expositores e um espaço de quase 700 metros quadrados ocupado. Este ano, o imponente estande conjunto da Abimo deve chamar a atenção de visitantes de todo o mundo. 

Entrevista publicada na Revista Diagnóstico, nº 21



PUBLICIDADE

Mais lidas


    Warning: mysql_num_rows() expects parameter 1 to be resource, boolean given in /home/diagnosticoweb/www/noticia-interna.php on line 309

    Warning: mysql_free_result() expects parameter 1 to be resource, boolean given in /home/diagnosticoweb/www/noticia-interna.php on line 322

Newsletter

Cadastre-se e receba as novidades do Diagnosticoweb em seu e-mail

agenda

facebook

© Copyright 2012, Diagnósticoweb . Todos os direitos reservados.