home notícias Mercado e Negócios
Voltar Voltar
05/01/15
Dirigentes do setor de saúde condenam máfia das próteses
Fernando Boigues, Presidente do SINDHRio: Não são apenas os pacientes que sofrem as consequências, mas também as operadoras e os prestadores, que perdem a credibilidade
Estela Marques e Eduardo César


Fernando Boigues, do SINDHRio: "Isso mostra que a corrupção está dentro do sistema de saúde e precisa ser combatida porque é o contrário do que nós pregamos" (Foto: Ricardo Benichio)

Dirigentes do setor de saúde condenaram a prática conhecida como “máfia dos implantes”. A denúncia foi veiculada neste domingo (04) em reportagem do Fantástico, da Rede Globo. A investigação revelou que profissionais de saúde recebem comissões para utilizar materiais de determinados fornecedores, indicam cirurgias desnecessárias e utilizam liminares com orçamentos superfaturados para forçar o Sistema Único de Saúde (SUS) e os planos de saúde a pagarem pelo procedimento. 

Leia mais:
>> Abraidi diz que reportagem do Fantástico faz bem para o setor

De acordo com Fernando Boigues, presidente do SINDHRio – Sindicato dos Hospitais, Clínicas e Casas de Saúde do Município do Rio de Janeiro, o sentimento é de vergonha e indignação. "Não são apenas os pacientes que sofrem as consequências, mas também as operadoras, com o aumento dos custos, e os prestadores, que perdem a credibilidade. Aqueles que não participam dessa negociata acabem sofrendo também com as consequências", disse.

"Isso mostra que a corrupção está dentro do sistema de saúde e precisa ser combatida porque é o contrário do que nós pregamos", completa Boigues, que participou do evento Brasil Healthcare Compliance, promovido pela revista Diagnóstico, em novembro do ano passado, e que discutiu a ética no setor de saúde. 

Breno Monteiro, presidente da Fenaess – Federação Nacional de Estabelecimentos de Serviços de Saúde, argumenta que a prática não acontece só do Brasil, e lembra que, em 2011, nos EUA, veio à tona um episódio evidenciando o uso abusivo de próteses e proprinas milionárias. "Esse mercado negro tem sido motivo de investigação há algum tempo e eu acredito que as agências reguladoras, como Anvisa e ANS, inclusive a Polícia Federal, já tinham conhecimento", argumenta. Para Monteiro, cabe ao governo criar um mecanismo de controle mais rígido. 

Segundo Monteiro, um dos problemas que leva a esse tipo de prática é que os prestadores de serviços não são remunerados de forma adequada e isso resulta numa inversão do modelo. "Hoje, o modelo de remuneração dos prestadores de serviços é baseado em ganho de material de medicamento e não em prestação de serviços e a ANS já vem discutindo essa questão para diminuir essas distorções. O governo tem um papel preponderante de acabar com essas distorções", completou.

Vice-presidente da Confederação Nacional de Saúde (CNS), Marcelo Britto considera a prática absurda. A seu ver, mais grave ainda é a realização de cirurgias desnecessariamente, por colocar em risco a vida do paciente. "Não se pode ganhar dinheiro prejudicando quem quer que seja. Os hospitais não têm ganho dessa forma. Eles querem ganhar dinheiro de forma lícita, de forma ética", avaliou o médico ortopedista.

De acordo com Britto, a Bahia tem alguns casos em tramitação no Conselho Regional de Medicina da Bahia. A realidade retratada na reportagem do Fantástico já foi denunciada no estado por fornecedores e operadoras de planos de saúde. O médico afirma que caso as fraudes sejam comprovadas, a punição pode ser desde a censura confidencial (carta de advertência enviada pelo Conselho de Medicina ao médico) até a cassação do registro profissional. 



PUBLICIDADE

Mais lidas


    Warning: mysql_num_rows() expects parameter 1 to be resource, boolean given in /home/diagnosticoweb/www/noticia-interna.php on line 309

    Warning: mysql_free_result() expects parameter 1 to be resource, boolean given in /home/diagnosticoweb/www/noticia-interna.php on line 322

Newsletter

Cadastre-se e receba as novidades do Diagnosticoweb em seu e-mail

agenda

facebook

© Copyright 2012, Diagnósticoweb . Todos os direitos reservados.