home notícias Mercado e Negócios
Voltar Voltar
30/11/15
Em caráter de emergência, BTG negocia venda da Rede Dor
Medida é consequência da prisão do banqueiro e CEO do BTG Pactual, André Esteves, na última quarta-feira (25), pela Operação Lava Jato
Agência Estado

Com a prisão do banqueiro e CEO do BTG Pactual, André Esteves, em uma nova fase da Operação Lava Jato, e do derretimento de suas ações desde a última quarta-feira, ainda hoje poderá ser anunciado que o BTG Pactual irá se desfazer de um de seus principais ativos: a participação de 12% na rede de hospitais D'Or, que tem entre seus sócios o fundo de private equity americano Carlyle e o fundo soberano de Cingapura, GIC. De acordo com informações do jornal O Estado de S. Paulo, o GIC deverá fechar a compra da fatia remanescente do BTG na rede de hospitais. Segundos fontes próximas à operação, o valor da operação é de aproximadamente R$ 2 bilhões.

No mesmo dia da prisão de Esteves, o senador Delcídio Amaral (PT) também foi preso, acusado de tentar obstruir as investigações da Polícia Federal. O BTG tem pressa para fechar o negócio porque, ao fechar o negócio, o banco mostrará ao mercado que está bem capitalizado e que pode atravessar o período de turbulência provocado pela prisão de Esteves.

O GIC entrou no negócio em maio deste ano, quando comprou uma fatia de 16% da rede de hospitais  por R$ 3,2 bilhões, em uma venda em que tanto o BTG quanto os fundadores se desfizeram de participação. Em 2010, o BTG havia comprado 25,6% da rede (R$ 600 milhões). No entanto, com dificuldades na área de private equity, o banco passou a se desfazer de participações no início deste ano. Em abril, quando o Carlyle investiu R$ 1,75 bilhão no D'Or e passou a ter 8,3% do negócio, o banco já havia tido a participação diluída no negócio.

Com uma cadeia de 27 hospitais próprios, a rede D'Or é considerada o melhor ativo do BTG. Está presente no Rio de Janeiro e em São Paulo, e é responsável pela administração de outros dois empreendimentos. Segundo fontes do setor, a negociação emergencial com o D'Or é devido à capacidade financeira do fundo soberano GIC de tomar decisões rápidas. 

GIC, BTG e Rede D`Or ainda não se manifestaram sobre o assunto. Segundo as fontes do setor, nos últimos meses o Carlyle já teria manifestado interesse em adquirir a participação do BTG no negócio, mas o GIC saiu na frente por ter mais liquidez.



PUBLICIDADE

Newsletter

Cadastre-se e receba as novidades do Diagnosticoweb em seu e-mail

agenda

facebook

© Copyright 2012, Diagnósticoweb . Todos os direitos reservados.