home notícias Mercado e Negócios
Voltar Voltar
28/11/12
Envelhecimento deverá elevar gastos públicos com internações
Custos com assistência irão dobrar e idosos com mais de 60 anos formam grupo que mais irá contribuir com aumento. Os que menos contribuirão serão crianças e adolescentes
Da Redação

O envelhecimento da população irá elevar os gastos públicos com assistência ambulatorial no país a R$ 33,4 bilhões até 2030 – Valor que equivale a 2,3 vezes os gastos de R$ 14,8 bilhões realizados com os mesmo serviços em 2010. Os dados são do Instituto de Estudo de Saúde Suplementar (IESS), divulgados nesta terça-feira (27) no Seminário Internacional: Projeções do Custo do Envelhecimento no Brasil, na sede da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP).

O estudo aponta que este cenário se aproxima do crescimento dos gastos totais em relação ao crescimento econômico previsto de 4% ao ano. Além disso, que os idosos acima de 60 anos serão os grupos etários que mais irão contribuir para o crescimento nos gastos. Os que menos contribuirão serão crianças e adolescentes. 

De acordo com o IESS, o maior gasto em relação às despesas públicas com assistência hospitalar seria com a retomada das taxas de internação por faixa etária aos níveis observados em 1995, que foram de 10%, em conjunto com o envelhecimento populacional. O gasto esperado é da ordem de R$ 30,1 bilhões, quase três vezes mais do que o gasto com internação observado em 2010.

O trabalho mostra que todos os cenários apresentam um aumento da representatividade dos idosos no gasto total. As faixas etárias com maior variação positiva, são as de 60 a 69 anos e de 70 a 79 anos. Levando em consideração apenas o efeito demográfico, em 2030, o gasto público com assistência hospitalar e ambulatorial será da ordem de R$ 35,8 bilhões ante R$ 25,5 bilhões em 2010. 

Se, até 2030, ocorrer um crescimento de 2% ao ano na economia, os gastos assistenciais ambulatoriais e hospitalares do Sistema Único de Saúde (SUS) representarão 1,1% do PIB, considerando o crescimento nas taxas de utilização, envelhecimento populacional e gastos médios por grupo etário. Se a economia crescer 4% ao ano, esses gastos assistenciais irão consumir 0,8% do PIB.

*As informações são da Exame.



PUBLICIDADE

Mais lidas


    Warning: mysql_num_rows() expects parameter 1 to be resource, boolean given in /home/diagnosticoweb/www/noticia-interna.php on line 309

    Warning: mysql_free_result() expects parameter 1 to be resource, boolean given in /home/diagnosticoweb/www/noticia-interna.php on line 322

Newsletter

Cadastre-se e receba as novidades do Diagnosticoweb em seu e-mail

agenda

facebook

© Copyright 2012, Diagnósticoweb . Todos os direitos reservados.