home notícias Mercado e Negócios
Voltar Voltar
27/10/12
Especialistas debatem sobre financiamentos e atendimento ao cliente
Assuntos foram tratados na manhã deste sábado (27) no terceiro dia do Fórum de Líderes da Saúde do Nordeste
Roberta Meireles


Francisco Balestrin, presidente do Conselho Deliberativo da Associação Nacional de Hospitais Privados (Anahp) falou sobre a acreditação dos hospitais (Foto: Roberto Abreu)


No último dia de atividades, o Fórum de Líderes da Saúde do Nordeste, que aconteceu na manhã deste sábado (27), trouxe como primeiro tema de debate “Os desequilíbrios de um mercado em busca de expansão”. O diretor da PWC Brasil, Carlos Suslik, comentou que sempre existiu financiamento para a área de saúde, mas as taxas eram impossíveis de serem pagas. “Hoje as tarifas estão mais atraentes e competitivas”, afirmou
 
Para ele, financiamentos só devem ser feitos quando o objetivo é a expansão do empreendimento. “Senão, não tem como você pagar depois, de onde vai sair o retorno?”, questionou. Suslik comentou que o Nordeste cresce mais do que as outras regiões do Brasil, e que os prestadores de serviços de saúde estão ganhando mais força. “Se antes a taxa de ocupação de um hospital era de 65%, hoje é de 79%”, apontou. “Não deu tempo dos leitos crescerem na mesma proporção que o aumento de demanda”.
 
As adequações, de acordo com o diretor da PWC Brasil, não precisam vir necessariamente de uma expansão da estrutura física, mas de uma melhoria na gestão. “Conseguindo baixar a média de dias de ocpuação de cinco para quatro, equivale a um aumento de 25% do número de leitos”, exemplificou. Ele falou que os investidores querem financiar empresas com diferencial competitivo. “É importante ser diferenciado na região em que atua, estar buscando crescimento e uma geração de caixa positiva, entre outros”, listou.

 
Já o diretor de negócios do Banco do Nordeste (BNB), Paulo Ferraro, apresentou as diversas linhas de financiamento do BNB, e informou que só este ano investiu R$ 453,1 milhões e hospitais e R$ 90,3 milhões em laboratórios este ano. Ferraro mostrou também as etapas que envolvem o processo. “Primeiro há uma entrevista, depois é feito o cadastro. Então o empresário nos apresenta o plano de negócios. Projeto analisado, é feito o contrato, e posteriormente, o desembolso e reembolso”, detalhou.
 
A acreditação dos hospitais foi o assunto que o presidente do Conselho Deliberativo da Associação Nacional de Hospitais Privados (Anahp), Francisco Balestrin, trouxe para o debate. Ele anunciou uma novidade. “A partir de janeiro, hospitais que não possuam acreditação podem participar da Anahp, mas sem participação na governança e com um período de quarto anos para serem acreditados”. De acordo com Balestrin, um hospital precisa ser sustentável. “A governança clínica precisa estar alinhada à governança corporativa, senão administração e corpo médico caminham para lados diferentes. A falta de comunicação é o principal problema”, ressaltou.
 
O segundo debate teve como temática “Como atender uma clientela cada vez mais exigente”. O presidente do Instituto Íbero-Brasileiro de Relacionamento com o Cliente (IBRC), Alexandre Diogo, disse em sua apresentação que hoje o foco não é no cliente, mas na sociedade organizada em mídia. “Hoje os consumidores usam as mídias sociais para reclamarem, e uma queixa se propaga por toda sua rede de relacionamentos”. O gestor da Diretoria Colegiada da Agência Nacional de Saúde, Bruno Sobral, informou que os serviços hospitalares absorvem 70% dos gastos de saúde do País. E que 60% das unidades possuem 50 leitos, quando o mínimo deveria ser 200.
 
“Para gerar excelência, é preciso informação, qualificação e uma boa remuneração para os profissionais”, garantiu Sobral. Ele comentou que, em geral, o cliente não saber o que está comprando adquirir um serviço de saúde. “Há vários dados importantes que não temos como repassar ao consumidor, como qualidade da rede e facilidade de atendimento, que seriam bastante relevantes”. Já a superintendente de Operações da Golden Cross, Anita Assis, trouxe o case da operadora de saúde para mostrar como sair da evolução para a excelência.. “Em 2008, uma pesquisa do Inmetro mostrou que  79,7% dos clientes aprovavam nosso serviço. Hoje, esse valor é de 96,7%”, comunicou. “Para chegarmos a esse patamar, investimos em tecnologia, qualidade de atendimento e gestão das pessoas”, concluiu.

Veja mais informações no site do Fórum de Líderes da Saúde do Nordeste.

Leia mais: 



PUBLICIDADE

Mais lidas


    Warning: mysql_num_rows() expects parameter 1 to be resource, boolean given in /home/diagnosticoweb/www/noticia-interna.php on line 309

    Warning: mysql_free_result() expects parameter 1 to be resource, boolean given in /home/diagnosticoweb/www/noticia-interna.php on line 322

Newsletter

Cadastre-se e receba as novidades do Diagnosticoweb em seu e-mail

agenda

facebook

© Copyright 2012, Diagnósticoweb . Todos os direitos reservados.