home notícias Mercado e Negócios
Voltar Voltar
24/10/11
Exportações da saúde crescem para US$ 338 mi no 1º semestre
Destaque para os insumos, com US$ 164 mi em vendas, 6% superior ao mesmo período de 2010
Da redação

A indústria brasileira da saúde fechou o primeiro semestre de 2011 com US$ 338 milhões em exportações, registrando um crescimento de 8% em relação a 2010, segundo dados da Associação Brasileira da Indústria de Artigos e Equipamentos Médicos, Odontológicos, Hospitalares e de Laboratórios (ABIMO). A expansão segue a média de crescimento obtida nos últimos anos. “Graças a fortes investimentos em pesquisa, inovação e desenvolvimento, o Brasil vem conseguindo conquistar novos mercados, e os nossos produtos são reconhecidos como confiáveis e por uma ótima relação custo-benefício”, ressalta o diretor da entidade, José Augusto Queiróz.

 

Destaque para o segmento de insumos - US$ 164 milhões -, que encabeça a lista das exportações do primeiro semestre, com um aumento de 6% em relação ao mesmo período do ano passado. As melhores taxas de crescimento foram dos setores de radiologia (24% e US$ 13 milhões em negócios), equipamentos médicos-hospitalares (18% e vendas de US$ 33 milhões) e implantes (13%, e US$ 58 milhões). Os artigos mais exportados foram os pensos adesivos (US$ 44 milhões), os categutes esterilizados para suturas cirúrgicas (US$ 32 milhões) e as válvulas cardíacas (US$ 26 milhões).

 

Quanto às vendas internacionais de equipamentos para a saúde, o objetivo da ABIMO é que o setor atinja a marca dos U$ 696 milhões até o final deste ano e U$ 1 bilhão em exportações até 2015. Em 2010, a categoria representou 13,2% do faturamento total da indústria e movimentou US$ 633 milhões.

 

Gerente de Projetos Internacionais da ABIMO, Paula Portugal atribui o bom resultado do setor às iniciativas de estímulo à exportação, desenvolvidas nos últimos dez anos pela entidade em parceria com a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil), o Brazilian Health Devices. “Hoje o projeto atende a 145 empresas, muitas das quais não exportavam antes de participar das ações”, afirma. Na última década, houve um crescimento de 232% nas vendas para o exterior e o número de países que compram produtos brasileiros passou de 40 para 180. 

 

>> Leia também: Brazilian Health Devices fomenta as exportações ao auxiliar o contato entre empresas internacionais e brasileiras.



PUBLICIDADE

Mais lidas


    Warning: mysql_num_rows() expects parameter 1 to be resource, boolean given in /home/diagnosticoweb/www/noticia-interna.php on line 309

    Warning: mysql_free_result() expects parameter 1 to be resource, boolean given in /home/diagnosticoweb/www/noticia-interna.php on line 322

Newsletter

Cadastre-se e receba as novidades do Diagnosticoweb em seu e-mail

agenda

facebook

© Copyright 2012, Diagnósticoweb . Todos os direitos reservados.