home notícias Mercado e Negócios
Voltar Voltar
02/12/11
Fanem fecha US$ 1,5 milhão em negócios durante a MEDICA, na Alemanha
Companhia brasileira realizou em seu estande reuniões com mais de 200 visitantes
Da redação

A Fanem, principal fabricante brasileira de produtos de neonatologia e detentora de 85% do mercado nacional, deverá totalizar US$ 1,5 milhão em negócios fechados nos próximos seis meses. O resultado é consequência da participação da empresa no Congresso Internacional e Exposição de Medicina (MEDICA), que aconteceu no último mês, em Düsseldorf, na Alemanha. Esta foi a primeira vez que a Fanem participou da feira com estande próprio, além de sua presença no pavilhão brasileiro.

 

“Os empresários não investem no seu potencial de atuar no exterior e ficam apavorados diante das adversidades dentro do nosso próprio país”, disse Marlene Schmidt, diretora executiva da Fanem, em entrevista exclusiva à Diagnóstico (veja entrevista completa na edição 12, que circula no mercado neste mês de novembro).

 

Com exportações para mais de 90 países no mercado global do segmento de incubadoras, a Fanem realizou reuniões em seu estande na MEDICA com mais de 200 visitantes, provenientes principalmente de países da Europa, Leste Europeu e África e seus representantes em diferentes países.

 

Além dos lançamentos Berço Koala, fototerapia Bilitron Sky e a Centrífuga Excelsa, os produtos mais procurados foram a Unidade de Terapia Intensiva Ampla e o reanimador Babypuff.

 

Brasil – A maior feira mundial do setor médico hospitalar reúne anualmente mais de quatro mil expositores de diferentes países e mais de 130 mil visitantes de todos os continentes, figurando entre as 10 maiores feiras internacionais. Esse ano, mais de 50 empresas da indústria da saúde do Brasil participaram do evento e realizaram 3.599 contatos com executivos de 99 países, o que resultou em negócios na ordem US$ 2 milhões. A expectativa é movimentar US$ 20 milhões nos próximos 12 meses.

 

De acordo com o vice-presidente da Abimo, Paulo Fraccaro, houve sucesso em mais uma etapa na busca pelas metas da indústria brasileira de equipamentos médicos: atingir, em 2015, US$ 1 bilhão em negócios com o exterior e estar, dentro de 10 anos, entre os cinco maiores fabricantes mundiais de produtos médicos de alta/média densidade tecnológica.

 

Leia mais: Indústria brasileira deve fechar US$ 4 milhões durante a MEDICA, na Alemanha



PUBLICIDADE

Newsletter

Cadastre-se e receba as novidades do Diagnosticoweb em seu e-mail

agenda

facebook

© Copyright 2012, Diagnósticoweb . Todos os direitos reservados.