home notícias Mercado e Negócios
Voltar Voltar
10/02/14
Farmacêutica Eurofarma avalia aquisição no México
Objetivo é ter operações no segundo maior mercado da América Latina até 2015
Da redação

São Paulo - A farmacêutica nacional Eurofarma avalia ativos para uma possível aquisição no México, considerado o segundo maior mercado da América Latina. De acordo com Maria Del Pilar Muñoz, diretora de novos negócios da companhia, ?a intenção é entrar em operação no país até 2015?. As informações são do Estado de S. Paulo.

Em 2009, deu-se início ao processo de internacionalização do laboratório, quando a Eurofarma comprou uma pequena operação na Argentina. Atualmente, a empresa também está presente no Uruguai, Bolívia, Chile, Colômbia, Peru e Guatemala.

O México, segundo Maria Del Pilar, é considerado um mercado importante para a Eurofarma não apenas pelo tamanho. Ela explica que a companhia, que nos últimos anos fez aquisições fora do Brasil para entender o funcionamento do mercado na América Latina, sempre esteve atenta ao país. Segundo a gestora, trata-se de um país onde com grandes concorrentes e, diferente do Brasil, é um mercado que trabalha com marcas próprias, como nos Estados Unidos.?

A meta da companhia, desde que decidiu internacionalizar os negócios -- e já ocupa cerca de 70% do mercado? latino --, é atingir 90% do mercado latino-americano. A empresa também tem planos para entrar na Venezuela, mas, ao invés de uma aquisição, analisa ou comprar uma operação em outro país que atue no mercado venezuelano, ou construir uma fábrica.

Com faturamento de R$ 2,2 bilhões (bruto) em 2013, a companhia, sexta maior do setor farmacêutico, cresceu 17% no país em 2013 e prevê expansão média de aproximadamente 20% até 2020. Quase metade da receita do grupo é de vendas de medicamentos com prescrição médica.

A executiva afirma que os planos de aquisições deverão se concentrar fora do Brasil. Atualmente, 14% da receita é proveniente das operações internacionais da Eurofarma e, até 2020, cerca de 20% do faturamento virá de fora?.

Argentina - Atuando na Argentina desde 2009 através do pequeno laboratório Quesada, mesmo com a crise econômica, a companhia não tem planos de deixar o país.

?Maria Del Pilar afirma que toda a produção de medicamentos na Argentina é terceirizada?. A executiva afirma que a companhia pretende ter produção própria no mercado argentino, mas ainda esta avaliando o momento apropriado.?

As aquisições da Eurofarma na América Latina são consideradas estratégicas, não apenas pelo tamanho das operações, mas pelos registros de produtos aprovados desses laboratórios.



PUBLICIDADE

Mais lidas


    Warning: mysql_num_rows() expects parameter 1 to be resource, boolean given in /home/diagnosticoweb/www/noticia-interna.php on line 309

    Warning: mysql_free_result() expects parameter 1 to be resource, boolean given in /home/diagnosticoweb/www/noticia-interna.php on line 322

Newsletter

Cadastre-se e receba as novidades do Diagnosticoweb em seu e-mail

agenda

facebook

© Copyright 2012, Diagnósticoweb . Todos os direitos reservados.