home notícias Mercado e Negócios
Voltar Voltar
16/09/14
Hapvida eleva investimento e projeta receita de R$ 2,4 bi
Meta é investir R$ 150 mi - o dobro do que foi aplicado em 2013 - em aquisição de hospitais no Nordeste e na compra de equipamentos
Valor Econômico

A Hapvida revisou sua projeção de investimento e, em relação à estimativa inicial, as previsões subiram cerca de 25%. Agora, a meta é investir cerca de R$ 150 milhões - o dobro do que foi aplicado em 2013 - e fechar o ano com um faturamento de R$ 2,4 bilhões. No ano passado, a Hapvida fechou o balanço com uma receita de R$ 1,9 bilhão. As informações ão do Valor Econômico.

Do total que será investido este ano, R$ 85 milhões serão usados na aquisição de hospitais no Nordeste. A outra parcela será destinada para compra de equipamentos médicos. Jorge Pinheiro, presidente e fundador da Hapvida, declarou que os recursos virão 100% da geração de caixa. Ainda segundo Pinheiro, o primeiro semestre deste ano foi melhor do que o esperado e, para atender a demanda futura com certa folga, é necessário investir mais.

A Hapvida possui 20 hospitais que atendem exclusivamente à rede de usuários do plano de saúde. O grupo tem cerca de 2 milhões de clientes no convênio e mais 1 milhão com plano dental. Além disso, possui uma rede própria de 70 clínicas, 16 prontos-socorros, 49 laboratórios e 55 centros de diagnóstico por imagem e está investindo em centros próprios de hemodiálise e fisioterapia.

Com a estrutura verticalizada, a Hapvida praticamente bloqueia a entrada de outras operadoras em sua região. A Amil e a Intermédica, que também investem em rede própria, são exemplos de grupos que enfrentaram dificuldades para entrar no Nordeste por conta da concorrência com a Hapvida, conhecida por oferecer preços baixos. O tíquete médio do plano de saúde da Hapvida é de R$ 85. Dos 2 milhões de usuários, 450 mil têm planos individuais.

Mesmo não revelando o lucro da empresa, Pinheiro garante que a Hapvida está no azul. Para que os custos não superem a receita, 96% das internações - procedimento que normalmente representa 60% dos custos das operadoras de plano de saúde - são realizadas em rede própria. O mesmo acontece com 75% das consultas e exames. O modelo verticalizado da Hapvida também inclui as áreas de tecnologia, arquitetura, propaganda, lavanderia e call center.

Com sede em Fortaleza, a empresa cresce para outras regiões. Atualmente, 13% da carteira de clientes vem da região Sudeste, em especial de São Paulo e do Rio. Mas nesses Estados, o cenário é inverso. Ou seja, Amil e Intermédica têm redes próprias e a Hapvida trabalha com médicos credenciados.



PUBLICIDADE

Mais lidas


    Warning: mysql_num_rows() expects parameter 1 to be resource, boolean given in /home/diagnosticoweb/www/noticia-interna.php on line 309

    Warning: mysql_free_result() expects parameter 1 to be resource, boolean given in /home/diagnosticoweb/www/noticia-interna.php on line 322

Newsletter

Cadastre-se e receba as novidades do Diagnosticoweb em seu e-mail

agenda

facebook

© Copyright 2012, Diagnósticoweb . Todos os direitos reservados.