home notícias Mercado e Negócios
Voltar Voltar
06/06/16
Holiste (BA) vai inaugurar uma das mais modernas clínicas psiquiátricas do país
Orçada em cerca de R$ 24 milhões, nova sede será inaugurada ainda no segundo semestre deste ano, e tem como proposta disponibilizar o que há de mais avançado no tratamento em saúde mental
Da redação


Dr. Luiz Fernando Pedroso, médico Psiquiatra e diretor clínico da Holiste: Trata-se de um empreendimento que não deve nada, em termos de qualidade técnica e estrutural, a nenhum outro hospital do país (Foto: Divulgação)

Fundada em 2000, a clínica psiquiátrica Holiste nasceu com a proposta de oferecer um tratamento de excelência para pacientes com transtornos mentais. Depois de mais de 15 anos de atuação no mercado de saúde baiano e atendendo pacientes de todo o Brasil, a instituição está prestes a inaugurar uma nova sede em uma área de seis mil metros quadrados, localizada no bairro de Pituaçu, em Salvador (BA). Orçado em cerca de R$ 24 milhões, o novo empreendimento será lançado ainda no segundo semestre deste ano, e tem como proposta disponibilizar o que há de mais avançado no tratamento em saúde mental, através da combinação entre equipe multidisciplinar especializada, espaços de convivência e tecnologia de ponta.
 
“Mais do que investir em estrutura, espaço e equipamentos, o nosso maior investimento foi e sempre será em qualidade, tanto para os pacientes como para nossos profissionais”, acrescenta Dr. Luiz Fernando Pedroso, médico psiquiatra e diretor clínico da Holiste. Segundo ele, o novo espaço disponibilizará 60 leitos de internação, o que representa uma ampliação de 20% na capacidade atual de atendimento. “As instalações serão semelhantes a um hotel cinco estrelas, oferecendo, ainda, espaços e serviços de lazer como sala de jogos, TV a cabo, academia, piscina, sala de massagem e salão de beleza”, completa.
 
Ainda conforme Pedroso, a nova sede foi completamente planejada para abrigar o serviço já realizado na Holiste, que é reconhecido como um atendimento de excelência no setor da medicina psiquiátrica, mas que ainda não contava com uma estrutura à sua altura. “Investimos alto em uma estrutura voltada para o atendimento de qualquer paciente acometido por um transtorno mental. Trata-se de um empreendimento que não deve nada, em termos de qualidade técnica e estrutural, a nenhum outro hospital psiquiátrico do país. É muito difícil encontrar algo desse porte no Brasil”, destaca.
 
De acordo com o psiquiatra, também não há quem realize, no setor de psiquiatria, um serviço tão completo. “Passamos por todas as áreas e correntes da psiquiatria. Integramos internação psiquiátrica, atendimento ambulatorial, atendimento domiciliar e serviço em hospital dia psiquiátrico. Vamos da psicanálise aos modernos procedimentos de Eletroconvulsoterapia (ECT), que apesar de polêmico, tem a sua eficácia cientificamente comprovada. Abraçamos um leque bastante amplo de procedimentos e somos pioneiros em Estimulação Magnética Transcraniana (EMT) na Bahia, inclusive na recente implantação do procedimento de Estimulação Magnética Profunda. Mais do que um conjunto de técnicas e procedimentos de tratamento, nosso trabalho resgata e desenvolve o conceito da Ambientoterapia, onde todo o ambiente terapêutico, incluindo as relações entre pacientes, equipe e valores institucionais, contribui para a recuperação do paciente.”, completa.


Nova sede, localizada no bairro de Pituaçu, em Salvador (BA): 60 leitos para casos de internação. Ampliação representa um aumento de 20% na capacidade atual de atendimento (Foto: Divulgação) 

Hospital dia – Dentro desse processo de expansão, a clínica Holiste apresentou, em maio deste ano, sua nova estrutura voltada para o atendimento de internação parcial, conhecido como hospital dia. Segundo Pedroso, o Holiste Dia já funciona há pouco mais de dois anos, oferecendo um serviço de reabilitação e suporte psicoemocional para pacientes com transtornos mentais, mas com dificuldades específicas de reinserção e readaptação ao ambiente sociofamiliar. “É um modelo que não substitui a internação integral, assim como a internação integral não substitui o atendimento ambulatorial. São serviços complementares, com indicações bastante específicas, cada qual reservado a determinado quadro do transtorno mental”, explica Pedroso.
 
O médico acrescenta que o grande diferencial é a forma como a Holiste encara a Saúde Mental. “Depois da reforma psiquiátrica criou-se um ambiente antipsiquiatria, antimanicômio, antieletrochoque e, portanto, antitratamento. Na Holiste, sempre fomos na contramão destas proibições ideológicas, pois nosso maior valor é a liberdade. Sempre reafirmo que,  antes de tudo, a Holiste é um projeto liberal. Se acreditamos que uma prática trará benefícios ao paciente, lançamos mão dela em nosso escopo de trabalho. Temos uma visão que vai além de políticas popularescas, da burocracia paralisante do Estado que comemora o fechamento de leitos. Nos orgulhamos daquilo que fazemos, que é reafirmar a psiquiatria enquanto especialidade médica”.
 
Para isso, Pedroso destaca o investimento em profissionais especializados em saúde mental como principal frente de investimento. “Ao invés de excluirmos práticas ou ideologias nós as colocamos em diálogo, enriquecendo o serviço oferecido. Na Holiste dispomos de uma equipe plural, formada por psiquiatras, psicólogos, terapeutas ocupacionais, arteterapeuta, musicoterapeuta, fisioterapeuta, educador físico, enfermeiras e mais uma série de profissionais, que trabalham como uma equipe.”, enumera. “Tudo isso para permitir que o portador de transtorno mental, ao ser internado em nosso ambiente terapêutico, tenha à sua disposição as práticas mais avançadas no tratamento em saúde mental. Quanto mais ferramentas temos à nossa disposição, maior a chance de trabalhar os problemas de cada paciente”, finaliza.



PUBLICIDADE

Newsletter

Cadastre-se e receba as novidades do Diagnosticoweb em seu e-mail

agenda

facebook

© Copyright 2012, Diagnósticoweb . Todos os direitos reservados.