home notícias Mercado e Negócios
Voltar Voltar
05/11/14
Lucro do Grupo Fleury volta a crescer
Após um ano e meio de resultados negativos, lucro líquido avançou cerca de 70%, para R$ 31 milhões. Desempenho é atribuído à queda nas despesas e nos custos
Valor Econômico

Após enfrentar um ano e meio de resultados negativos, o Grupo Fleury registrou, no terceiro trimestre, um aumento nas últimas linhas do balanço. O lucro líquido avançou cerca de 70%, para R$ 31 milhões, e o lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda), atingiu R$ 97,5 milhões, o que representa uma alta de 29% em relação ao mesmo período do ano passado.

O motivo do bom desempenho é devido, principalmente, à queda de 17,8% nas despesas e de 3,2% nos custos. A receita líquida avançou apenas 2,8%, para R$ 452,3 milhões no terceiro trimestre. De acordo com o novo presidente do Fleury, Carlos Marinelli, a margem Ebitda de 21,6% (alta de 4,4 pontos percentuais) é resultado da reestruturação que o Grupo começou no segundo semestre de 2013, com fechamento de unidades e descredenciamento de fontes pagadoras não rentáveis.

As unidades laboratoriais que pertencem à marca Fleury apresentando crescimento em relação às demais bandeiras do grupo. No terceiro trimestre, o faturamento das unidades do Fleury aumentou 14,5%. Já nos laboratórios com a marca a+, a expansão foi de 5,4%. Isso sem considerar as unidades do Rio de Janeiro, pois no mercado carioca, onde a companhia fechou várias unidades e deixou de atender o plano de saúde Unimed-Rio, houve uma perda de receita de 19,3% no terceiro trimestre.

Uma das estratégias foi reposicionar a marca a+, lançada inicialmente como uma bandeira intermediária. Conforme Marinelli, o Grupo está se posicionando com uma marca intermediária premium. "Para isso, estamos selecionando os serviços que queremos oferecer e as operadoras credenciadas", disse.

Marinelli não forneceu informações com relação ao fim das negociações entre a Gávea Investimentos e os médicos acionistas. O encerramento das conversas, que previam a venda da participação de 41,2% da Core (empresa que reúne os médicos) à gestora foi anunciado este mês. Na empresa desde 2005, Marinelli é o primeiro presidente que não é integrante da Core. O grupo também anunciou na última semana o pagamento de dividendos no valor de R$ 100 milhões.

As informações são do Valor Econômico.



PUBLICIDADE

Mais lidas


    Warning: mysql_num_rows() expects parameter 1 to be resource, boolean given in /home/diagnosticoweb/www/noticia-interna.php on line 309

    Warning: mysql_free_result() expects parameter 1 to be resource, boolean given in /home/diagnosticoweb/www/noticia-interna.php on line 322

Newsletter

Cadastre-se e receba as novidades do Diagnosticoweb em seu e-mail

agenda

facebook

© Copyright 2012, Diagnósticoweb . Todos os direitos reservados.