home notícias Mercado e Negócios
Voltar Voltar
05/01/12
Maior renda média deve fortalecer setor de saúde
Aumento da renda do brasileiro e a consolidação de fusões de 2011 são alguns motivos que transmitem confiança ao setor
Da redação

Circunstâncias como o aumento da renda média do brasileiro, a consolidação de fusões e aquisições em 2011 e o crescimento da participação de Pequenas e Médias Empresas (PME) em planos corporativos são alguns motivos apontados por players de saúde que estimularão o desenvolvimento do setor em 2012. A área, que conta com uma demanda alta e constante, pode atrair mais investidores neste ano. As informações são do Infomoney.

 

“O consistente aumento do salário real no Brasil tem um impacto direto nos planos privados de saúde pública”, afirma o analista da Bradesco Corretora Rafael Frade. Ele também aponta que o melhor desempenho do mercado de trabalho formal deverá sustentar a expansão do setor, beneficiando tanto as empresas que oferecem planos de saúde, como a Amil e Odontoprev, quanto às prestadoras de serviços como a Dasa e o Grupo Fleury.

 

Outro motivo para o crescimento do setor de saúde apontado por Frade diz respeito ao envelhecimento da população. "O Brasil ainda tem uma média de idade de 28 anos, contra uma média de 36 anos em países desenvolvidos. Esse envelhecimento deverá colaborar para o setor de saúde, graças à maior necessidade por serviços médicos" Esta circunstância, em longo prazo, também influenciará no crescimento do mercado de medicamentos. Estima-se que nos próximos 20 anos o setor farmacêutico cresça 2% ao ano e que em 2030, a população com mais de 60 anos salte de 10% para 19%.

 

A consolidação de fusões e aquisições iniciadas em 2011 deverá ter reflexos neste ano. Na lista de negociações relevantes nos últimos meses estão companhias como o Fleury, Cremer, Dasa e a Odontoprev. A operadora do setor odontológico é apontada pela equipe de análise do HSBC, Luciano Campos e Caio Moscardini, como principal aposta do setor em 2012. “O setor de seguro odontológico privado é consideravelmente mais subpenetrado e, portanto cresce de forma muito mais rápida”, afirmam.

 

Crise

Nem a crise econômica tira o otimismo do setor de saúde em 2012, que, além de prever crescimento, ainda pretende ampliar os investimentos. Uma pesquisa realizada pela Revista Diagnóstico no final de 2011 apontou que 60% do mercado de saúde não pretendem alterar os planos de investimento no próximo ano e outros 15% vão ampliar os recursos o volume anual de recursos.

 

“A impressão que temos é que essa crise tem prazo limitado e que o Brasil, pelo mesmo por enquanto, tem uma proteção econômica importante em relação às turbulências externas”, afirmou à Diagnóstico o vice-presidente da Rede D’Or, José Roberto Guersola. Ele ainda revela que a organização que tem operação no Nordeste pretende investir R$ 50 milhões até o final de 2012 no Hospital Esperança, localizado em Recife. Os recursos serão utilizados em um novo centro de oncologia e um novo prédio que abrigará 100 novos leitos.



PUBLICIDADE

Mais lidas


    Warning: mysql_num_rows() expects parameter 1 to be resource, boolean given in /home/diagnosticoweb/www/noticia-interna.php on line 309

    Warning: mysql_free_result() expects parameter 1 to be resource, boolean given in /home/diagnosticoweb/www/noticia-interna.php on line 322

Newsletter

Cadastre-se e receba as novidades do Diagnosticoweb em seu e-mail

agenda

facebook

© Copyright 2012, Diagnósticoweb . Todos os direitos reservados.