home notícias Mercado e Negócios
Voltar Voltar
19/03/12
Medicina Diagnóstica: players do NE resistem à consolidação
Depois de vencer o assédio de "Golias" como Dasa e Fleury, empresários regionais, a exemplo de Gilson Cidrim, crescem como nunca do Nordeste
Reinaldo Braga e Raíssa Ebrahim

O trade nordestino de medicina diagnóstica, considerado filão praticamente uníssono no mercado de capitais ligados à saúde no Brasil, vive dias de glória. Nos últimos cinco anos, o setor vem crescendo a um ritmo alucinante com a abertura sem paralelo de unidades de atendimento, compra de equipamentos, explosão das receitas e, claro, mais lucro para laboratórios e clínicas de diagnóstico por imagem. Tamanha pujança, ao contrário do que se previa, vem sendo conduzida por empresas familiares bem geridas, líderes regionais que foram assediadas a terem seus negócios fundidos – e ainda estão sendo –, mas que decidiram crescer por conta própria. Uma realidade inimaginável, em meados dos anos 2000, quando a onda de incorporações desembarcou na região. O cenário previsto era de que o futuro do setor seria perpetuado pelas grandes corporações e por fundos de investimento bilionários, “únicos” capazes de fazer jus a aportes constantes e à necessidade iminente de abertura de novos serviços.

 

Na época, a estratégia dos incorporadores (representados por Fleury, Dasa e mais recentemente por Gávea e Pátria), seguia quase um rito: convites insistentes para almoços de negócios feitos por executivos paulistanos, em seus ternos impecáveis, sempre gentis, mas com um discurso preparado para quem resistisse ficar fora da “tendência”. “As primeiras abordagens tinham táticas claras de terrorismo velado”, lembra um empresário do setor de laboratórios, que prefere não revelar o nome. “Ouvi ameaças de que a concorrência se acirraria, que eu teria pouca chance de sobreviver e que a única alternativa era me desfazer do negócio. Algo que não o fiz. Decidi ser Davi”, brinca outra fonte, também empresário do segmento, numa alusão à fábula clássica em que o fraco, bem menor, vencia o gigante. “O processo de consolidação no país ocorreu em uma velocidade bem menor no Nordeste do que os grandes consolidadores estimaram”, admite um ex-colaborador da Dasa, que atuou no processo de aquisições na região Nordeste e concordou em falar com a Diagnóstico, sem ter o nome revelado. “Além disso, houve rejeições a venda por parte de muitos players considerados estratégicos na região em um nível não previsto pelos compradores”.

 

Um dos exemplos dessa resistência vem de Recife. Intitulado líder do mercado de laboratório na região, Gilson Cidrim, cujo nome batiza um negócio criado por ele há 15 anos, não apenas decidiu não se desfazer da operação como acabou partindo para se tornar um consolidador regional, em vez de presa no mercado. Apesar dos convites insistentes, Cidrim diz que “resolveu caminhar com os próprios pés”. Algo impulsionado, segundo ele mesmo admite, pelo momento econômico pelo qual Pernambuco vem passando, com a liderança na captação de investimento produtivo na região. Não por acaso, a aposta de Cidrim para continuar crescendo foi focar na expansão do número de unidades. Atualmente, o laboratório possui 47 filiais espalhadas por Pernambuco, incluindo Recife, região metropolitana e interior. Atende mais de 2.500 pessoas por dia, realiza mais de 400 mil exames por mês e possui um quadro de 300 funcionários.

 

Avanço no interior – “Minha grande estratégia foi crescer para o interior. Muitos locais já possuíam laboratórios de pequeno porte, mas não realizavam exames mais sofisticados”, revela o empresário, que não fala em faturamento. Como exemplo de cidades que passaram a ter a bandeira do Cidrim ele cita Santa Cruz do Capibaribe, Toritama, Caruaru, Vitória de Santo Antão, Goiana, Ipojuca, Cabo de Santo Agostinho, Limoeiro e Carpina. Em março, abrirá uma nova unidade em Igarassu, Mata Norte, e, para este ano, prevê ainda mais cinco ou seis inaugurações.

 

>> Leia matéria completa na edição 13 da Revista Diagnóstico, que começa a circular no mercado nesta semana.



PUBLICIDADE

Mais lidas


    Warning: mysql_num_rows() expects parameter 1 to be resource, boolean given in /home/diagnosticoweb/www/noticia-interna.php on line 309

    Warning: mysql_free_result() expects parameter 1 to be resource, boolean given in /home/diagnosticoweb/www/noticia-interna.php on line 322

Newsletter

Cadastre-se e receba as novidades do Diagnosticoweb em seu e-mail

agenda

facebook

© Copyright 2012, Diagnósticoweb . Todos os direitos reservados.