home notícias Mercado e Negócios
Voltar Voltar
25/10/11
Médicos protestam em todos os estados da região Nordeste
No Piauí, paralisação deve durar 72 horas. Nos demais estados, atendimentos ao SUS serão suspensos apenas nesta terça
Raíssa Ebrahim, de Recife

O protesto dos médicos contra baixos salários e melhores condições de trabalho afetará os atendimentos em todos os nove estados da região Nordeste nesta terça-feira (25). Os serviços marcados no SUS serão suspensos por 24 horas em Alagoas, Bahia, Ceará, Maranhão, Paraíba, Pernambuco, Rio Grande do Norte e Sergipe. No Piauí, a paralisação será mais longa, se estendendo ao longo de 72 horas e encerrando-se apenas na próxima quinta-feira (27).

 

Em Pernambuco, a paralisação só não atinge atendimentos de urgência, emergência, hemoterapia, radioterapia, quimioterapia e hemodiálise. Ao longo do dia, será realizada a campanha “Médicos dão sangue pelo SUS”, com uma mobilização para doação de sangue no Parque da Jaqueira, no bairro dos Aflitos, Zona Norte do Recife. Um posto do Hemope estará montado no local das 8h às 17h, e todo material coletado será enviado para a instituição.

 

As reivindicações da categoria no estado estão dentro das propostas nacionais: financiamento adequado da saúde, adequação das condições de carreira dos médicos e não privatização do serviço público. “Será um dia dedicado a defesa da Emenda Constitucional 29, que fixa os percentuais mínimos a serem investidos anualmente em saúde pela União, por estados e municípios”, segundo Sílvio Rodrigues, presidente do Sindicato dos Médicos de Pernambuco (Simepe).

 

“A aprovação poderá trazer melhores condições de trabalho, de atendimento, carreira e Recursos Humanos. Não temos como estimar quantos médicos irão se mobilizar nesta terça, mas, se conseguirmos parar as unidades de saúde da família, onde há as maiores faltas de vínculo, já será uma grande vitória”, afirma.

 

Médicos baianos também realizam concentrações, às 8h, em frente ao Centro de Referência Estadual de Atenção a Saúde do Idoso (Creasi) e, às 10h, em frente ao Shopping Iguatemi, ambos em Salvador. No Maranhão, haverá um grande Fórum de Saúde Pública, com a presença de médicos, secretários de saúde e gestores da rede pública, políticos e outras autoridades.

 

Para o Rio Grande do Norte, a entidade médica preparou manifestação na Praça 7 de Setembro, que em frente à Assembleia Legislativa, em Natal. Além disso, estão previstas visitas a unidades de saúde como forma de fazer pressão. As atividades serão encerradas com uma assembleia na sede da associação médica local.

 

Já em Sergipe, haverá ato público, a partir das 8h, no calçadão da Rua João Pessoa, no centro de Aracaju. Os médicos paraibanos irão expressar a vontade de mudanças no SUS através de protesto frente ao Busto de Tamandaré, às 10h, na capital João Pessoa.

 

No Ceará, a ação prevê uma sessão política, às 15h, na Assembleia Legislativa do Ceará para celebrar os 70 anos do sindicato local dos médicos (Simec). Em Alagoas, por sua vez, o Conselho Regional de Medicina decidiu manter os trabalhos por causa da greve dos médicos do Programa de Saúde da Família (PSF) e fazer uma mobilização mais branda para não prejudicar ainda mais que precisa de atendimento.



PUBLICIDADE

Newsletter

Cadastre-se e receba as novidades do Diagnosticoweb em seu e-mail

agenda

facebook

© Copyright 2012, Diagnósticoweb . Todos os direitos reservados.