home notícias Mercado e Negócios
Voltar Voltar
27/09/12
Ministério da Saúde investe R$ 10 milhões em centros de referência em transplantes
Verba será destinada à capacitação de unidades que ainda não oferecem esse tipo de cirurgia
Roberta Meireles, do Recife

De acordo com o ministro da Saúde, Alexandre Padilha, o governo federal deve investir R$ 10 milhões em centros de referência em transplantes interessados em capacitar unidades que ainda não oferecem esse tipo de cirurgia. Padilha assinou nesta quinta-feira (27) a portaria que institui a atividade de tutoria em doação de órgãos e transplantes.

A ação tem como objetivo, segundo o ministro, investir na capacitação e no fortalecimento da rede brasileira de transplantes – sobretudo em serviços situados no interior do Sul e do Sudeste e em todos os estados das regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste.

Para que a unidade de saúde possa se candidatar a centro de referência, de acordo com o Ministério, é preciso fazer parte da rede pública ou ser entidade sem fins lucrativos que atenda de forma complementar ao Sistema Único de Saúde (SUS). Também estão entre os critérios ter experiência mínima de dois anos na área; realizar pelo menos três tipos de transplantes (sendo dois de órgãos sólidos e/ou um de tecido ou ainda transplante de medula óssea alogênico – quando a medula vem de um doador); e desenvolver estudos e pesquisas na área.

Crescimento - O número de transplantes realizados no Brasil no primeiro semestre deste ano cresceu 12,7% em relação ao mesmo período do ano passado. Entre janeiro e junho de 2012, foram realizados 12.287 transplantes ante 10.905 nos primeiros seis meses de 2011. Entre os estados, o Acre contabilizou a maior alta (1.033%), seguido pelo Amazonas (217%), pelo Pará (104%), pelo Distrito Federal (76%) e por Pernambuco (74%)..

O transplante de pulmão registrou o maior aumento (100%), seguido pelo de coração (29%), de medula óssea (17%), de rim (14%), de córnea (13%) e de fígado (13%). No caso específico do transplante de córnea, seis estados conseguiram zerar a fila de espera: Acre, Paraná, Espírito Santo, Rio Grande do Norte, Distrito Federal e São Paulo. Dados do Ministério da Saúde indicam que o número de doadores de órgãos também aumentou, passando de 997 em 2011 para 1.217 em 2012 (22%).



PUBLICIDADE

Mais lidas


    Warning: mysql_num_rows() expects parameter 1 to be resource, boolean given in /home/diagnosticoweb/www/noticia-interna.php on line 309

    Warning: mysql_free_result() expects parameter 1 to be resource, boolean given in /home/diagnosticoweb/www/noticia-interna.php on line 322

Newsletter

Cadastre-se e receba as novidades do Diagnosticoweb em seu e-mail

agenda

facebook

© Copyright 2012, Diagnósticoweb . Todos os direitos reservados.