home notícias Mercado e Negócios
Voltar Voltar
17/01/12
MV aposta alto no mercado pernambucano
Expectativa é fechar pelo menos mais quatro parcerias no primeiro semestre de 2012
Raissa Ebrahim, do Recife

A MV, especializada no desenvolvimento de softwares para gestão hospitalar, está com ótimas expectativas em relação ao mercado de saúde pernambucano. Além de ter divulgado nesta segunda-feira (16) o fechamento do contrato para gerir dois hospitais ligados ao Estado – Metropolitano Oeste Pelópidas Silveira e Regional de Palmares –, a empresa implantará seu sistema no Hospital Ermírio Coutinho, em Nazaré da Mata (Zona da Mata Norte), e está em negociação com mais quatro instituições privadas, já para o primeiro semestre de 2012. Recentemente, a MV informatizou também todo o Hospital Unimed Recife III.

 

A companhia fechou contrato ainda junto à Secretaria de Saúde de Pernambuco para informatizar os seis maiores hospitais do Estado: Hospital da Restauração, Barão de Lucena, Otávio de Freitas, Agamenon Magalhães, Getúlio Vargas e Geral do Agreste.

 

“Hoje Pernambuco tem uma ótima situação, está muito bem em termos nacionais” avalia o diretor regional Norte-Nordeste, João Grossini. “Apesar de quatro unidades parecer pouco, a princípio, representa muito a nível de mercado. Estamos presenciando a abertura da necessidade de uma gestão mais automatizada, mais rápida e com informações fidedignas”.

 

De acordo com as previsões do diretor, a MV deve fechar 2012 com um faturamento de 25% a 30% maior se comparado a 2011. “É difícil estimar o investimento redondo para implantação do Sistema MV, porque depende de uma série de fatores. O mais importante realmente é a manutenção, que custa em torno de R$ 300 mil por ano”, calcula Grossini. Os contratos que possui com o Governo do Estado funcionam através de Organização Social (OS).

 

Apesar de já trabalhar em alguns locais com a nova tecnologia, chamada Soul MV – que utiliza tecnologia Java Flex / Full Web –, os hospitais com os quais a empresa já fechou contrato estão recebendo o MV 2000, sistema oficial até o ano passado. “Estamos em uma fase de transição”, explica Grossini. A previsão é que programação de substituição seja iniciada no segundo semestre deste ano. 

 

Já em relação ao Green Soluções sem Papel, braço da MV responsável por toda a parte de digitalização de documentos e tecnologia sem papel, Grossini comenta que já está fechando as primeiras parcerias no Rio e em São Paulo. “A Green terá grande potencial a partir do segundo semestre deste ano tanto em Pernambuco, quanto em outras partes do Nordeste”, comenta. O executivo revelou que já existem cinco solicitações de clientes na região, sendo um em Pernambuco, dois na Bahia, um em Sergipe e outro no Ceará. Com metas ambiciosas, a Grenn pretende atingir, até o final do ano, a marca de 50 unidades com tecnologia sem papel. 

 

>> Leia também:

Pernambuco: mais dois hospitais públicos recebem Sistema MV

Unimed Recife III terá prontuários totalmente digitais

Sistema de gestão da MV é adotado em hospital alagoano



PUBLICIDADE

Mais lidas


    Warning: mysql_num_rows() expects parameter 1 to be resource, boolean given in /home/diagnosticoweb/www/noticia-interna.php on line 309

    Warning: mysql_free_result() expects parameter 1 to be resource, boolean given in /home/diagnosticoweb/www/noticia-interna.php on line 322

Newsletter

Cadastre-se e receba as novidades do Diagnosticoweb em seu e-mail

agenda

facebook

© Copyright 2012, Diagnósticoweb . Todos os direitos reservados.