home notícias Mercado e Negócios
Voltar Voltar
17/12/13
Netfarma avalia entrada de novos investidores
Criada há um ano por empresários da indústria farmacêutica e do e-commerce, companhia encerra 2013 com cerca de 20 mil itens na carteira
Da redação

São Paulo - A empresa de medicamentos online, Netfarma, com sede em São Paulo, avalia a entrada de novos investidores para acelerar o plano de expansão para as principais capitais do país. Criada há cerca de um ano por empresários da indústria farmacêutica e do e-commerce, a empresa deve encerrar 2013 com cerca de 20 mil itens na carteira e 14 mil produtos diferentes, entre remédios e produtos de higiene e beleza. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Segundo Nelson Libbos, um dos sócios da companhia e ex-presidente da farmacêutica Teva no Brasil, algumas das grandes redes farmacêuticas contam com a opção de entrega através de pedidos na internet, mas apenas a Netfarma foi criada com essa finalidade?. E o conforto da compra online impulsionou as vendas da companhia. Neste primeiro ano de operação, a Netfarma deverá registrar receita de cerca de R$ 20 milhões. E a meta é triplicar o faturamento no ano que vem e multiplicar por dez até 2015.

Segundo Libbos, o processo de expansão está sendo planejado. "?Nós já fomos procurados por fundos de investimentos, mas não estamos com negociação em curso?", completa. A entrada de dinheiro novo é uma forma de impulsionar o crescimento da companhia pelos sócios - entre eles, Omilton Visconde Jr. (ex-Biosintética, atual MIP Farma Brasil) e Márcio Kumruian (da Netshoes), todos como pessoa física.

Atualmente, a Netfarma, tem um centro de distribuição em Barueri (Grande São Paulo) e, em uma primeira etapa, planeja construir outros centros em capitais das regiões Sudeste e Sul. De acordo com Geraldo Mol, presidente da Netfarma, a compra de remédios pela internet, que pode até parecer simples, tem limitações. A venda de medicamentos de tarja preta exige a apresentação de receita azul e é proibida pela Agência Nacional de Vigilância (Anvisa). e os de tarja vermelha, com receita controlada, também. A venda de antibióticos também exige receita e só é feita em São Paulo. Nesse caso, o consumidor é obrigado a entregá-la ao motoboy quando recebe o produto?.

Os produtos são entregues em todo o País e, fora da capital paulista e da Grande São Paulo, os pedidos chegam via Correios. O frete é grátis para valores acima de R$ 100. Em São Paulo, há a opção de entrega expressa, para o mesmo dia, e superexpressa, em até 4 horas, com taxa de R$ 8,50. ?"Nosso tíquete médio é de R$ 110?", afirma Mol.

A Netfarma possui 1.230 CPFs cadastrados e boa parte das vendas é de produtos de higiene e beleza, apesar do site ter sido criado como um canal de vendas de medicamentos. ?A compra através da internet tem a vantagem de manter o consumidor no anonimato. A empresa planeja criar programa de fidelização de clientes, a exemplo das redes do varejo.



PUBLICIDADE

Mais lidas


    Warning: mysql_num_rows() expects parameter 1 to be resource, boolean given in /home/diagnosticoweb/www/noticia-interna.php on line 309

    Warning: mysql_free_result() expects parameter 1 to be resource, boolean given in /home/diagnosticoweb/www/noticia-interna.php on line 322

Newsletter

Cadastre-se e receba as novidades do Diagnosticoweb em seu e-mail

agenda

facebook

© Copyright 2012, Diagnósticoweb . Todos os direitos reservados.